Angola
This article was added by the user . TheWorldNews is not responsible for the content of the platform.

Cabo Verde: Empréstimo de 14 milhões de euros do BAD reforçará o papel de centro tecnológico regional

O Banco Africano de Desenvolvimento (http://www.AfDB.org) e o Governo de Cabo Verde assinaram um acordo de empréstimo de 14 milhões de euros para melhorar o Parque Tecnológico de Cabo Verde, tornando-o mais resistente às alterações climáticas e apoiando o desenvolvimento empresarial.

O acordo foi assinado na Cidade da Praia, em Cabo Verde. Anteriormente, o Banco Africano de Desenvolvimento tinha concedido um empréstimo de 31,59 milhões de euros para financiar a primeira fase do parque tecnológico de ponta, que já está a transformar o país num centro regional inovador de informação e comunicação. O parque, que funciona como uma zona económica especial com incentivos fiscais e direitos de importação, atrairá profissionais das TIC de toda a África. Tem dois campus: um na capital, Praia, e o segundo na ilha de São Vicente.

No âmbito da segunda fase, o polo será equipado para funcionar com energias renováveis e, no âmbito de uma parceria público-privada, equipado com dois centros de dados.

A plataforma de TIC de Cabo Verde lançará um fundo de capital de 1 milhão de euros para start-ups, para investir em cerca de 20 empresas inovadoras de Cabo Verde. Oferecerá a mais de 50 startups tecnológicas de toda a África subvenções de integração de, pelo menos, 5 mil euros cada. Há também planos para colaborar com universidades e empresas internacionais para alargar a formação em competências transversais a 300 jovens africanos nos próximos três anos, bem como para os ajudar a preparar-se para garantir empregos que serão criados no âmbito da Quarta Revolução Industrial.

O Vice-Primeiro-Ministro e Ministro das Finanças de Cabo Verde, Olavo Avelino Garcia Correia, assinou o contrato de empréstimo, e manifestou o seu entusiasmo pelo potencial transformador do projeto. “A nossa ambição é transformar Cabo Verde numa nação digital, com uma economia circular, e os parques tecnológicos da Praia fazem parte desta importante estratégia governamental”, afirmou.

Durante a cerimónia, Uyoyo Edosio, responsável pelo projeto do Banco Africano de Desenvolvimento, sublinhou as sinergias do projeto. Ela disse que a vantagem única de Cabo Verde em termos de turismo será agora reforçada, uma vez que o turismo irá ao encontro da tecnologia.

Comentando a assinatura do empréstimo, o Dr. Abdu Mukhtar, Diretor do Banco Africano de Desenvolvimento para o Desenvolvimento Industrial e Comercial, afirmou “A próxima geração de talentos africanos não precisa de procurar oportunidades no estrangeiro; Cabo Verde possui as infraestruturas necessárias e um sistema político de apoio para cultivar os seus sonhos e ambições na sua terra natal.”