Angola
This article was added by the user . TheWorldNews is not responsible for the content of the platform.

Dia Mundial da Água: Banco Africano de Desenvolvimento participa na Conferência da Água da Nações Unidas (ONU) de 2023

No Dia Mundial da Água, o Banco Africano de Desenvolvimento (www.AfDB.org) junta-se aos principais intervenientes mundiais no apelo à segurança universal da água para os africanos, durante a Conferência de 2023 da ONU sobre a Água, que começa hoje em Nova Iorque.

A conferência, com a duração de três dias, avaliará os progressos e medidas adicionais para alcançar o Objetivo 6 de Desenvolvimento Sustentável da ONU – assegurar o acesso universal a água potável segura, saneamento e higiene até 2030. Alcançar o SDG-6 em África é visto como um desafio significativo; o continente tem feito menos progressos do que o esperado no cumprimento dos objetivos de água e saneamento.

“O Banco tem como objetivo aumentar a segurança da água em África, promovendo a utilização equitativa e sustentável, e uma melhor gestão dos recursos hídricos para a redução da pobreza, desenvolvimento socioeconómico, cooperação regional e ambiente”, disse a Dra. Beth Dunford, Vice-Presidente do Banco Africano de Desenvolvimento para a Agricultura e Desenvolvimento Humano e Social.

“O Dia Mundial da Água é a altura certa para trazer a voz de África e as soluções de África à mais alta reunião mundial das Nações Unidas sobre a água”, vincou Dunford.

Ela lidera uma delegação do Banco na conferência que inclui Osward Chanda, Diretor para o Desenvolvimento da Água e Saneamento, e Mtchera Johannes Chirwa, Coordenador do Mecanismo Africano para a Água. O Mecanismo, acolhida pelo Banco Africano de Desenvolvimento, fornece subvenções e assistência técnica para apoiar projetos inovadores no domínio da água em toda a África.

Os membros da delegação participarão também em sessões plenárias, painéis de discussão, eventos paralelos e outras atividades da conferência.

Espera-se que a Dra. Dunford faça uma declaração sobre água, saneamento e serviços de higiene em África durante uma mesa redonda coorganizada pelo Rei Willem-Alexander, dos Países Baixos, e outros líderes governamentais.

Representantes do Banco Africano de Desenvolvimento manterão também conversações de alto nível com governos, líderes de empresas e parceiros de desenvolvimento para explorar formas de canalizar maior investimento em infraestruturas de água e saneamento para África, bem como para discutir as reformas e as políticas necessárias.

O Banco investiu aproximadamente 5,2 mil milhões de dólares em projetos de abastecimento de água e saneamento durante a última década. Como resultado, 44 milhões de pessoas obtiveram acesso a serviços melhorados de abastecimento de água e saneamento.

O Banco, que dá prioridade à segurança da água para a transformação socioeconómica através de ecossistemas de água, alimentos e energia, planeia investir cerca de 6,4 mil milhões de dólares no setor durante os próximos cinco anos. Prevê-se que isto venha a beneficiar mais 54 milhões de africanos.

No entanto, a taxa de crescimento populacional de África significa que é necessário mais investimento para satisfazer a procura de infraestruturas e serviços. Os países africanos investem uma média de 0,5% do Produto Interno Bruto no setor da água.