Angola
This article was added by the user . TheWorldNews is not responsible for the content of the platform.

FILDA 2023: BNA realça transferência de fundos para promover formalização da Economia

O governador do Banco Nacional de Angola (BNA), Tiago Dias, considerou hoje, em Luanda, importante as transferências instantâneas de fundos para promover a formalização da economia e “pavimentar” o caminho de acesso ao microcrédito.

Falando na 38ª Edição da Feira Internacional de Luanda (FILDA), depois do lançamento do novo sistema de pagamentos de Angola “Kwik – Kwanza instantâneo”, sublinhou que as referidas transferências promovem o acesso aos serviços financeiros elementares.

O responsável disse que o país tem actualmente uma taxa de bancarização baixa, “o que significa dizer que grande parte da população adulta se encontra excluída do acesso aos serviços bancários”.

“Podemos dizer que Angola está relativamente bem no que toca aos serviços bancários clássicos, colocando-se ao nível do que de melhor se pratica em África, o mesmo não podemos dizer no que toca a soluções orientadas para a população não bancarizada, onde as ofertas existentes são ainda muito limitadas”, afirmou o gestor.

Destacou que o novo sistema de pagamentos de Angola resultou de uma avaliação conjunta que foi feita no âmbito da assistência técnica do Banco Mundial, perspectivando o aumento dos níveis de inclusão financeira em Angola.

O “Kwik – Kwanza instantâneo”, lançado hoje na FILDA pela EMIS, permite enviar dinheiro e pagar num instante, a qualquer hora do dia e em qualquer lugar, bastando que o cliente tenha uma conta de pagamento Kwik em qualquer banco ou carteira móvel.

O Kwik surge para contribuir e agilizar a economia, aumentar a inclusão financeira e aproximar o país do futuro.

A 38ª edição da Feira Internacional de Luanda (FILDA) decorre de 18 a 22 de Julho, sob o lema “Economia digital, a nova fronteira mundial”.

Neste evento, a grande novidade recai para a participação da área de negócios da Embaixada dos Estados Unidos da América, marcando a estreia deste país no certame.

Os regressos do Brasil, com a participação da Associação dos Empresários Brasileiros e da Embaixada do país em Angola, chegam a ser as principais novidades da 38ª edição da FILDA.

Portugal, Itália, Indonésia, Turquia, Alemanha, Japão, entre outros, fazem igualmente parte do leque de países que estão a expor na FILDA 2023.HEM/PPA