Angola
This article was added by the user . TheWorldNews is not responsible for the content of the platform.

Jair Bolsonaro de regresso ao Brasil

Três meses depois de viajar para os Estados Unidos, na sequência da derrota nas presidenciais, Jair Bolsonaro regressou, esta quinta-feira, ao Brasil. O ex-Presidente avisou que vai “andar pelo Brasil e fazer política”, mas enfrenta vários desafios judiciais, alguns susceptíveis de penas de prisão.

O voo de Jair Bolsonaro, oriundo de Orlando, na Florida, pousou pouco antes das 7h da manhã no aeroporto de Brasília, mas o ex-Presidente não passou por dentro do terminal, onde era aguardado por cerca de 200 pessoas. Bolsonaro seguiu para a sede do Partido Liberal e depois iria para a sua nova residência, a 15 minutos do Palácio do Planalto.

O antigo presidente de extrema-direita, de 68 anos, tinha viajado para os Estados Unidos a 30 de Dezembro, dois dias antes da cerimónia de tomada de posse de Lula da Silva, a quem nunca deu os parabéns pela vitória nas urnas que considerou “injusta”.

Esta semana, Jair Bolsonaro anunciou que pretende “andar pelo Brasil e fazer política” e “manter de pé a bandeira do conservadorismo”. Esta quarta-feira, em declarações à CNN, ainda no aeroporto de Orlando, ele disse que não vai “liderar nenhuma oposição”, mas na próxima semana ele vai assumir a presidência honorária do seu partido, o maior na Câmara dos Deputados e a segunda força no Senado.

Jair Bolsonaro regressa apesar de ser alvo de cinco investigações susceptíveis de penas de prisão, a mais recente relacionada com o seu alegado papel de instigador do ataque em Brasília de 8 de Janeiro.

Além disso, está a ser investigado pelo Tribunal Superior Eleitoral, em casos de possíveis abusos políticos e económicos nas presidenciais de 2022. Se for condenado, pode ser proibido de concorrer a eleições durante oito anos, o que o deixaria de fora das presidenciais de 2026.

O ex-Presidente deve, ainda, prestar contas por um conjunto de jóias recebidas como presentes da Arábia Saudita durante seu mandato e que teriam entrado no Brasil de forma irregular.