logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo
star Bookmark: Tag Tag Tag Tag Tag
Angola

JMPLA reafirma engajamento na promoção do bem-estar social

13 Setembro de 2019 | 21h53 - Actualizado em 13 Setembro de 2019 | 21h53

JMPLA reafirma engajamento na promoção do bem-estar social

Huambo - A JMPLA na província do Huambo reafirmou hoje, sexta-feira, o seu total engajamento na promoção do bem-estar económico-social da população, assim como no fortalecimento da unidade e da coesão interna, para melhor enfrentar os desafios do futuro.

Este compromisso foi assumido pelo secretário da JMPLA no planalto central, João Kalupeteka Chieva, reeleito ao cargo durante a V assembleia ordinária de balanço e renovação de mandato, decorrida sob o lema “JMPLA – Pela cidadania e pelo progresso, construamos um futuro melhor”.

Kalupeteka, de 33 anos de idade, foi reconduzido com 276 votos, contra 97 de Bartolomeu Sérgio Likutu, de 31 anos, durante o conclave que elegeu, além do 1º secretário da organização, 105 membros para o órgão deliberativo provincial, 11 candidatos ao Comité Nacional e 105 delegados ao VII Congresso Ordinário, que se realiza de 16 a 17 de Outubro, em Luanda.

O dirigente prometeu trabalhar para tornar a JMPLA nesta região, cada vez mais, forte, unida e coesa, além de engajar-se com afinco nos programas tendentes ao crescimento económico-social e de elevação da qualidade de vida das famílias.

Por sua vez, o 1º secretário nacional Interino da JMPLA, Francisco Boaventura Chitapa, encorajou a direcção reeleita no sentido de exercer as suas funções com maior responsabilidade e a manter-se unida, em torno da organização juvenil do MPLA, partido no poder em Angola.

Disse que a unidade deve estar no centro da organização, evitando, deste modo, fofocas e outras acções que em nada contribuem para o crescimento das fileiras da JMPLA, que, por sua vez, deve ser promotora de um ambiente que propicie mais trabalho de equipa, para vencer os próximos desafios eleitorais.

Boaventura Chitapa admitiu que este acto permitiu aprofundar a democracia interna, na medida em que decorreu, de forma aberta, transparente e com primazia ao género feminino, tratando-se da militante Anonieta Chinene Kataleko.

Estiveram no evento, aberto pela 1ª secretária do MPLA na província do Huambo, Joana Lina, 423 delegados idos dos 11 municípios do planalto central, com 35.771 quilómetros quadrados e uma população de dois milhões, 519 mil e 309 habitantes,

All rights and copyright belongs to author:
Themes
ICO