Angola
This article was added by the user . TheWorldNews is not responsible for the content of the platform.

João Lourenço pede ao BNA maior controlo da inflação e diz não estar satisfeito com o ritmo de diversificação da economia

O Presidente da República, João Lourenço, recomendou, nesta segunda-feira, ao governador do Banco Nacional de Angola (BNA) empenho para manter a moeda nacional (Kwanza) forte e exercer maior controlo sobre a inflação.

Ao falar na cerimónia de posse do governador do BNA, Manuel António Tiago Dias, o Titular do Poder Executivo afirmou que só com políticas correctas do banco central o país conseguirá ter uma economia forte.

A taxa de inflação prevista, no OGE2023, varia entre 9,0 e 11,0 por cento. Em relação a taxa de câmbio, 1 dólar está cotado em 739,980 kz.

Na mesma cerimónia, o Chefe de Estado angolano conferiu igualmente posse a Rui Manuel de Sousa Malaquias, como membro do Conselho Económico e Social (CES), órgão de consulta do Presidente da República.

João Lourenço considerou o CES um órgão de “extrema importância”, sublinhando o facto de agrupar um “conjunto de pensantes” em matéria de economia e finanças, que contribuirão para uma economia robusta.

Para João Lourenço, quando se fala de economia angolana o foco deve estar na sua diversificação.

“Sejamos sinceros em reconhecer que há ainda muito mais para se fazer, ou seja, em matéria de diversificação da economia estamos muito longe de nos darmos por satisfeitos”, exprimiu.

Então, prosseguiu João Lourenço, “quer o BNA, quer o Conselho Económico e Social e o próprio Executivo, todos juntos, temos que nos dar as mãos e trabalhar para esta grande empreitada da diversificação da economia que é a nossa salvação”.