Angola
This article was added by the user . TheWorldNews is not responsible for the content of the platform.

Os filmes na mostra oficial do 76º Festival de Cannes

A 76ª edição do Festival de Cinema de Cannes acontece de 16 a 27 de maio, com 21 filmes na disputa pela Palma de Ouro.

A seguir a lista de produções na mostra oficial:

. “Club Zero” de Jessica Hausner

A diretora austríaca de “Little Joe” conta a história de uma professora que aceita um emprego em uma escola de elite e estabelece um forte vínculo com cinco estudantes.

. “The zone of interest” de Jonathan Glazer

O cineasta britânico adapta um romance do autor inglês Martin Amis, que narra uma história ambientada em Auschwitz.

. “Fallen Leaves” de Aki Kaurismaki

O finlandês, diretor de “O Porto”, conta a relação entre uma balconista e um funcionário do serviço de limpeza.

– “Les filles d’Olfa” de Kaouther Ben Hania

A tunisiana apresenta um filme “no limite do ensaio”, de acordo com o diretor geral do festival, Thierry Frémaux. Em 2017, sua produção “Beauty and the dogs”, sobre a violência machista, foi exibida na mostra Un Certain Regard.

“Asteroid City” de Wes Anderson

O diretor americano levará várias estrelas ao tapete vermelho de Cannes. Adrien Brody, Jason Schwartzman, Tilda Swinton, Margot Robbie e Tom Hanks, entre outros, estão no filme, em que pais e estudantes se reúnem em uma cidade enigmática.

– “Anatomie d’une chute” de Justine Triet

A francesa Triet (“Sibyl”) conta a história de uma mulher acusada pelo assassinato de seu marido. A alemã Sandra Hüller, que surpreendeu Cannes em 2016 com “Toni Erdmann”, é protagonista.

. “Monster” de Hirokazu Kore-eda

O diretor de “Assunto de Família” volta a filmar em seu país natal, depois de rodar longas-metragens na França e na Coreia do Sul (“Broker”, exibido em Cannes ano passado). Desta vez relata a história de crianças em uma escola marcada por um incidente.

. “Il sol dell’avvenire” de Nanni Moretti

O veterano cineasta italiano volta a Croisette com um filme sobre “cinema, circo e os anos 1950”.

. “La Chimera” de Alice Rohrwacher

Depois de exibir “Lazzaro Felice” em 2018, a cineata italiana dirige um Josh O’Connor quase irreconhecível no papel de um jovem arqueólogo relacionado com um grupo de saqueadores na Itália dos anos 1980.

“About dry grasses” de Nuri Bilge Ceylan

O cineasta turco recebeu a Palma de Ouro em 2014 com “Sonho de Inverno”. Seu novo filme narra a história de um professor que enfrenta acusações de assédio sexual.

. “L’été dernier” de Catherine Breillat

Dez anos depois de seu filme anterior, “Abus de faiblesse”, e de enfrentar graves problemas de saúde, a polêmica diretora francesa volta com a história de uma mãe de família que vive uma história de amor com o genro.

. “Le pot-au-feu de Dodin Bouffant” de Tran Anh Hung

O diretor de origem vietnamita venceu a Caméra d’Or em em Cannes em 1993 com “O Cheiro do Papaia verde”. Seu novo filme, ambientado no fim do século XIX, mostra a relação entre Eugenie, uma renomada cozinheira, e Dodin, o gourmet para quem trabalhou nos últimos 20 anos.

. “Rapito” de Marco Bellocchio

Palma de Ouro honorária em 2021, o diretor italiano de “O Traidor”, tem a possibilidade, aos 83 anos, de disputar o prêmio máximo com “Rapito”, basado na história real de Edgardo Mortora, um menino judeu de 6 anos sequestrado e convertido à força ao catolicismo pela Igreja no século XIX.

. “May December” de Todd Haynes

O americano volta a Cannes com um filme protagonizado por Julianne Moore e Natalie Portman, um drama sobre um casal com uma grande diferença de idade.

. “Firebrand” de Karim Aïnouz

O diretor brasileiro, que venceu a mostra Un Certain Regard em 2019 com “A Vida Invisível”, apresenta um filme sobre o casamento do rei Henrique VIII com Catherine Parr, protagonizado por Alicia Vikander, Eddie Marsan e Jude Law.

. “The Old Oak” de Ken Loach

Aos 86 anos, o diretor britânico volta à competição oficial com um drama social e realista, fiel a seu estilo, ambientado no nordeste da Inglaterra, sobre o encontro entre o proprietário de um pub e uma refugiada síria.

. “Banel et Adama” de Ramata-Toulaye Sy

Jovem diretora senegalesa, Ramata-Toulaye Sy entra diretamente na disputa pela Palma de Ouro com seu primeiro filme, sobre um jovem casal que enfrenta as críticas em seu vilarejo.

. “Perfect days” de Win Wenders

O veterano cineasta alemão, vencedor da Palma de Ouro com “Paris, Texas” em 1984, apresenta um filme em três dimensões, ambientado nos banheiros públicos no Japão.

“Jeunesse” de Wang Bing

O documentarista chinês está representado duas vezes em Cannes, com “Jeunesse” na disputa pela Palma de Ouro, e com “Man in black” nas sessões especiais.

. “Black flies” de Jean-Stéphane Sauvaire

O diretor francês conta a história de uma dupla de paramédicos que percorre as ruas de Nova York em uma ambulância. Sean Penn é um dos protagonistas.

. “Le retour” de Catherine Corsini

A cineasta francesa, que disputou a Palma de Ouro há dois anos com “La fracture”, retorna com a história de uma mãe e as duas filhas adolescentes que voltam à ilha de Córsega, de onde foram obrigadas a fugir em circunstâncias trágicas.