Angola
This article was added by the user . TheWorldNews is not responsible for the content of the platform.

Presidente do Níger preso no palácio por guardas presidenciais

Guardas presidenciais prenderam o Chefe de Estado, Mohamed Bazoum, dentro do seu palácio na capital Niamey nesta quarta-feira, 26 julho, disseram fontes da segurança, mas a Presidência disse que os guardas iniciaram um movimento “antirrepublicano” “em vão” e que Bazoum estava bem.

O exército nacional estava pronto para atacá-los se eles não reconsiderassem, disse a presidência em comunicado. A declaração seguiu-se a relatos de que os guardas presidenciais cortaram o acesso ao palácio presidencial e bloquearam o interior, levantando a preocupação de que o sexto golpe na África Ocidental desde 2020 possa estar em andamento.

Um golpe militar no Níger pode complicar ainda mais os esforços ocidentais para ajudar os países da região do Sahel a combater uma insurgência jihadista que se espalhou a partir do Mali na última década.

O Níger tornou-se um aliado fundamental para as potências ocidentais que procuram ajudar a combater a insurgência.

É também um importante aliado da União Europeia na luta contra a migração irregular da África subsaariana. A França transferiu tropas do Mali para o Níger no ano passado, depois que suas relações com as autoridades interinas aqui se deterioraram.

Os Estados Unidos dizem que gastaram cerca de 500 milhões de dólares desde 2012 para ajudar o Níger a aumentar sua segurança.

A eleição de Bazoum foi a primeira transição democrática de poder em um estado que testemunhou quatro golpes militares desde a independência da França em 1960.

CEDEAO, principal bloco regional e económico da África Ocidental, disse nesta quarta-feira estar preocupada com uma tentativa de golpe no Níger e pediu aos golpistas que libertem o Presidente Mohamed Bazoum.