Angola
This article was added by the user . TheWorldNews is not responsible for the content of the platform.

Putin fala de “um ato criminoso” na tentativa falhada do Wagner lançar a confusão

Presidente da Rússia falou pela primeira vez após a a revolta dos mercenários paramilitares russos ocorrida no fim de semana

Presidente da Rússia fala de “um ato criminoso” e de uma “tentativa falhada de lançar a confusão interna”, na primeira declaração após a revolta do grupo mercenário Wagner em pleno território russo.

Num discurso gravado, difundido já à noite (22h10 em Moscovo, menos duas horas em Lisboa), com uma duração de 5:12 minutos e composto por 509 palavras (precisão da agência Tass), Vladimir Putin disse terem sido tomadas “todas as medidas para defender a Constituição” russa e “evitar um derramamento de sangue”.

O chefe de Estado acusou os “organizadores da revolta” de terem “empurrado” os soldados do Wagner “para a morte e para um fratricídio”, “mas falharam”.

O Presidente russo admitiu que “a sociedade dividiu-se”, mas elogiou ” a maioria dos elementos do grupo Wagner como patriotas”. “Mostraram isso no Donbass”, acrescentou e, por isso, disse, “mereceram uma chance de mudar de ideias”.

Putin convidou os mercenários do grupo Wagner a juntarem-se às forças armadas russas ou a exilarem-se na Bielorrússia.

Por Francisco Marques