logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo
star Bookmark: Tag Tag Tag Tag Tag
Angola

Ravinas e desmoronamentos ameaçam isolar zonas periféricas do Uíge

VOA | Moniz Francisco

As inúmeras ravinas e deslizamento de terras que se alastram na superfície terrestre da periferia da cidade do Uíge ameaçam inviabilizar a mobilidade urbana e suburbana da cidade, principalmente agora que se aproxima a época das chuvas.

O cidadão António Gomes avisou que na sua zona a “estrada já está quase a cortar”.

Devido ao facto a estrada estar reduzida a uma só via “aacontecem muitos acidentes, atropelamento de crianças e acidentes entre veículos”, disse Gomes que fez notar que o problema vem do tempo “do ex-governador Paulo Pombolo” .

Preocupação idêntica foi expressa por outro cidadão contactados pela Voz da América

As ravinas que mais preocupam a população residente na periferia da cidade do Uíge são a ravina da rotunda do Songo a que dá acesso ao aeroporto, Rua Industrial para o centro da cidade, do Paco e Benze que já cortou a estrada de acesso à Sonangol e o deslizamento de terra que ameaça cortar a estrada nacional número 120.

O administrador adjunto para área financeira Alcides Gomes disse que o governo local está aguardar por um kit de terraplenagem para estancar as ravinas.

Para o activista social Olavo Castigo será difícil o estancamento das ravinas nesta época chuvosa.

“Deixamos passar o tempo seco e com a época chuvosa vai ser difícil”, disse.

“O governo deve intervir o mais rápido possível porque as ravinas estão a dificultar a movimentação de pessoas e bens” alertou o activista.

All rights and copyright belongs to author:
Themes
ICO