Angola
This article was added by the user . TheWorldNews is not responsible for the content of the platform.

Reunião ministerial define plano director quadripartido

Um plano director de acção sobre a visão das organizações regionais CAO, CEEAC, CIRGL e SADC foi definido esta segunda-feira, em Luanda, durante a reunião ministerial que antecede a cimeira quadripartida com os Chefes de Estado e de Governo.

Trata-se da visão de quadro organizações regionais africanas sobre os caminhos para a paz na República Democráticado Congo (RDC), informou o Chefe da diplomacia angolana, Téte António, no final do encontro.

O plano director, explicou o governante, é o documento que reforça a relevância do trabalho feito pelas referidas organizações e deverá ser apresentado na Cimeira dos Chefes de Estados e Governo, que acontece terça-feira (27), na capital angolana.

Téte António avançou que a reunião ministerial teve como objectivo harmonizar todas as iniciativas à volta da RDC, com a participação da União Africana (UA), da Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral (SADC), bem como da Comunidade da África Oriental (CAO).

Também estiveram representadas da reunião de ministros a Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC) e Conferência Internacional sobre a Região dos Grandes Lagos (CIRGL).

Nas declarações à imprensa, Teté António afirmou que durante a Cimeira deverá ser assinado um memorando entre a UA e a Comunidade da África Oriental relativo ao financiamento da segunda, no quadro do fundo de paz da organização continental.

Sobre o assunto, o ministro Téte António informou que numa reunião em Addis-Abeba (Etiópia), Angola incentivou a UA a apoiar, com o fundo de paz que tem à disposição, o esforço da CAO, tal como fezem Senegal e Angola.

O ministro considerou ter sido uma reunião histórica, por reunir pela primeira vez quatro Comunidades e Mecanismos Regionais africanos, sob os auspícios da UA e com a participação da ONU, para analisar temas transversais do continente-berço da humanidade.

A referida reunião juntou ministros das Relações Exteriores e dos Negócios Estrangeiros, Defesa, Interior e Serviços Especiais,

Para o ministro angolano das Relações Exteriores, a presença das referidas individualidades reflecte o significado que a paz, segurança e estabilidade política na Região dos Grandes Lagos tem para cada uma das organizações representadas.

A agenda da reunião incluiu, entre outros assuntos, a discussão do Relatório dos Peritos sobre o Plano Director Conjunto e Consolidado do Grupo de Trabalho de Coordenação Multinível, bem como o Projecto de Comunicado da Cimeira Quadripartida de Chefes de Estados e de Governos das quadro organizações regionais.

Um dos objectivos da Cimeira Quadripartida é reforçar a coordenação e a harmonização dos engajamentos regionais com que cada uma dessas organizações tem vindo a contribuir para a pacificação na região, evitando-se a duplicação de esforços e optimizando as iniciativas e os recursos. FMA/AL