Angola
This article was added by the user . TheWorldNews is not responsible for the content of the platform.

Rússia acusa Ucrânia de “terrorismo” após ataque de drone perto de sede do Exército em Moscovo

A Rússia acusou Kiev de “terrorismo”, dizendo que dois drones ucranianos danificaram edifícios em Moscovo, incluindo um perto da sede do Ministério da Defesa, nesta segunda-feira, um dia depois que a Ucrânia prometeu vingança pelos ataques russos em Odessa.

Ninguém ficou ferido no ataque, mas um de seus alvos – perto do prédio de Moscovo onde os militares russos realizam briefings sobre o que chamam de “operação militar especial” – desferiu um golpe simbólico e destacou o alcance de tais drones.

Vias próximas foram temporariamente fechadas, janelas dos dois últimos andares de um prédio de escritórios atingido pelo segundo drone em outro distrito de Moscovo foram estouradas e destroços foram espalhados pelo chão, disse um repórter da Reuters que viu as consequências do incidente.

“Eu estava dormindo e fui acordada por uma explosão, tudo começou a tremer”, disse Polina, uma jovem que mora perto do prédio, à Reuters.

O Kremlin afirmou que os drones foram “neutralizados” e prometeu continuar com sua operação na Ucrânia e cumprir todos os objetivos do que a Ucrânia diz ser uma brutal guerra de conquista.

O ataque de drones, embora não seja grave em termos de custo ou danos humanos, foi o de maior repercussão desde que dois drones atingiram o Kremlin em maio.

Uma série de 17 drones também lançou ataques durante a noite na Crimeia, que a Rússia anexou da Ucrânia em 2014, disse o Ministério da Defesa da Rússia, acrescentando que usou equipamento anti-drone e defesas aéreas para derrubá-los. O chefe da Crimeia instalado pela Rússia disse que um depósito de munição foi atingido e um prédio residencial danificado.

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskiy, que raramente comenta sobre ataques dentro da Rússia ou em território controlado pela Rússia, prometeu no domingo o que chamou de “uma retaliação aos terroristas russos por Odessa”.

Isso foi uma referência aos dias de ataques de mísseis russos contra alvos na cidade portuária, que Moscovo diz ser uma vingança por um ataque ucraniano na semana passada contra a ponte da Crimeia, que matou os pais de uma menina de 14 anos.

“Hoje à noite drones atacaram a capital dos ‘orcs’ e a Crimeia”, disse o vice-primeiro-ministro ucraniano Mykhailo Fedorov, usando um termo pejorativo que alguns ucranianos usam para os russos. “A guerra eletrônica e a defesa aérea já são menos capazes de defender os céus dos ocupantes.”

O Ministério da Defesa da Rússia afirmou que suas forças usaram equipamentos radioeletrônicos para derrubar os dois drones ucranianos, forçando-os a cair, frustrando assim o que chamou de uma tentativa de “ataque terrorista”.

A porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, disse ao canal de TV RTVI que a Ucrânia era culpada do que chamou de “um ato de terrorismo internacional”.