Angola
This article was added by the user . TheWorldNews is not responsible for the content of the platform.

Vice-Presidente da República augura fomento da literacia digital e investigação na CPLP

A Vice-Presidente da República, Esperança Costa, propôs, esta quarta-feira, em Luanda, o fomento da literacia a nível das Tecnologias Comunicação e Investigação Científica na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

Ao discursar na abertura da XII Reunião de Ministros da Educação da CPLP, Esperança Costa considerou que a educação constitui bases assentes para o desenvolvimento sustentável, nos mais variados domínios dentro da comunidade.

“A CPLP deve, no seu conjunto, continuar engajada nas questões atinentes à educação, sobretudo, uma educação capaz de acompanhar as mutações que se operam no plano das tecnologias”, referiu.

Esperança Costa considerou ser crucial a atenção as posições concertadas de cooperação, para o segmentos específicos da educação, com ênfase para a educação financeira, a educação para Acção climática e a educação para as tecnologias, com forte incidência para a tecnologia digital, nesta era da inteligência artificial, da internet e das redes sociais.

Reconheceu, no entanto, a existência de países dentro da comunidade que estão avançados quanto a essa matéria, podendo estes, no quadro da cooperação mais estreita, contribuírem, em grande medida, para o avanço dos demais.

A Vice-Presidente de Angola afirmou ainda da necessidade de introduzir nas crianças à iniciação ao cálculo matemático, às línguas e às TICs, sem esquecer a componente da ética que lhe deve estar subjacente, sendo também dado assente que a educação deve estar voltada para humanização, ao ensinar a cooperar e nem sempre a competir.

Neste quadro, disse que a educação deve estar ao serviço do desenvolvimento, da paz, da harmonia social e da busca de soluções de problemas locais, e quiçá, globais.

Recordou ainda que no âmbito da preocupação de conferir melhor qualidade à educação, foi realizada, em 2022, a II reunião Extraordinária de Ministros da Educação que aprovou o Plano de Acção de Cooperação Multilateral da Educação na CPLP 2022-2024.

Deste plano de acção, Esperança Costa referiu-se da realização em Dezembro de 2022 do II Seminário da CPLP sobre o Português como Língua Segunda para Professores do Ensino Primário, no primeiro Trimestre de 2023, do I Exercício Conjunto de Práticas Inspectivas da Educação da CPLP, bem como da realização, em Março último, do Seminário de Boas Práticas sobre Alimentação Escolar da CPLP.

Ao assumir a Presidência Rotativa da CPLP a 17 de Julho de 2021, sublinhou a Vice-Presidente, Angola elegeu o “Reforço da Mobilidade entre os Estados-membros” e uma atenção especial ao sector económico, como temas prioritários da sua presidência, tendo, neste sentido, ratificado o “Acordo de Mobilidade”, olhando, entre outras questões, para as vantagens que confere no campo específico da mobilidade de estudantes, docentes, investigadores, pesquisadores e cientistas, no quadro do intercâmbio académico.

No plano específico da educação, avançou que a mobilidade deve ser tida como eixo crítico para potenciar e enriquecer experiências, facilitar o reconhecimento e acreditação mútua de estudos, entre outras vantagens.

Já no quadro das parcerias globais e da operacionalização do Plano de Acção, defendeu maior aproximação às organizações internacionais especializadas em Educação e às instituições financeiras internacionais, reforçando o multilateralismo para o desenvolvimento inclusivo.

A reunião, que junta os membros da CPLP para a área da educação, decorre sob tema, “Promoção da Cooperação Educacional com vista à Transformação dos Sistemas Educativos na comunidade”.

O certame visa proceder a avaliação do Plano de Acção de Cooperação Multilateral em Educação na CPLP 2022-2024, efectuar o lançamento oficial da Iniciativa “Escolas Amigas da CPLP”, assim como promover a cooperação entre a CPLP e Organizações Internacionais com realce para a UNESCO.

Durante o encontro, os ministros da educação da CPLP, vão prestar especial atenção ao contexto mundial e buscarem, por via de troca de experiências sobre acções de cooperação bilateral, promover o multilateralismo.

A Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, fundada a 17 de Julho de 1996, é uma organização internacional formada por países lusófonos, cujo objetivo é o “aprofundamento da amizade mútua e da cooperação entre os seus membros”. ANM/ART