Brazil

A invasão dos Doppelgängers bolsonaristas, por Fábio de Oliveira Ribeiro

A invasão dos Doppelgängers bolsonaristas, por Fábio de Oliveira Ribeiro

No auge da Guerra Fria, o filme Invasion of the Body Snatchers (1956) reciclou o mito do Doppelgänger https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Doppelg%C3%A4nger para aterrorizar o público. Assim que dormem os personagens começam a morrer e ser substituídos por clones gerados por sementes alienígenas. O duplo assume o lugar do falecido.

À medida que mais Doppelgängers são criados, a situação dos seres humanos restantes se torna desesperadora. Eles não tem para onde fugir. Os que sabem o que está ocorrendo são tratados como se fossem loucos pelos demais. Ignorância e preconceito ajudam a propagar a epidemia.

A tematica do filme é obviamente a neurose de uma sociedade dividida por razões ideológicas. Os dois grupos são mutuamente excludentes e não podem coexistir no mesmo espaço geográfico. O predomínio de um significa a total destruição do outro.

Desde 2016 o ambiente social aterrorizador ficticiamente criado por Invasion of the Body Snatchers se tornou realidade nos EUA e no Brasil. A bestialidade racista e violenta neoliberal se espalha com ajuda da religião evangélica e da negação científica. Fugir não é uma opção.

Amigos e parentes infectados pelo bolsonarismo tem sido isolados, desprezados e até bloqueados nas redes sociais pelas pessoas que rejeitam a normalidade do novo cotidiano anormal. Ironicamente, os Doppelgängers do neoliberalismo agem como se eles fossem as pessoas saudáveis.

Os Doppelgängers cinematográficos não são pessoas; eles podem ser impiedosamente destruídos. Os bolsonaristas não são duplos alienígenas e sim seres humanos iludidos por um terrorista que somente existe politicamente em virtude do predomínio artificial da lógica do terror.

É óbvio que cada pessoa reage a dinâmica anti-social bolsonarista segundo suas próprias inclinações. Todavia, não pode ser considerado normal empresários espancarem mendigos ou arrastarem eles vivos amarrados nos seus carros.

O cadáver do operário da companhia de energia elétrica pendurado morto no poste após ter sido abatido a tiros por um fazendeiro é uma prova aterrorizadora de que o mal está se tornando banal. Não existe mais proporção entre aquilo o que os bolsonaristas imaginam sofrer e o sofrimento real que eles estão dispostos a causar.

A politização do uso da máscara, a rejeição da vacina, etc produzem um estrago social imenso e cumprem apenas uma finalidade: estimular o ódio. Nesse sentido, um debate sério acerca daquele filme de ficção poderia ser usado como um antídoto para a ficcionalização da ciência.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Football news:

Pavel Nedved: Juventus doesn't depend on Ronaldo. Any team will miss such a player
Holand and Jan will not play Lazio due to muscle injuries
Van Persie about meeting Maradona: he kissed my left foot and said it was the same as his
Bale doesn't need to prove anything. His presence inspires the Tottenham players. Davis on the midfielder
Pochettino and Raul can replace Zidane at Real Madrid. The club does not want to dismiss the Frenchman yet
Stefano Pioli: Milan need to take the Celtic game seriously. They always play well
Atalanta captain Gomez did not follow Gasperini's instructions in the match against Midtjylland. He was replaced at half-time