Brazil

A nova presidente da Capes e o “patrimonialismo caquistocrático”

O episódio da nomeação da advogada e professora Claudia Toledo para a presidência da Capes acaba de expressar de forma acabada um novo fenômeno político, que precisar ser conceituado

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

A sanha exterminadora do genocida que habita atualmente o Palácio da Alvorada parece não ter fim.

No mesmo dia em que o Brasil que ele desgoverna ultrapassou a marca de 365 mil mortos pela Covid-19, foi publicada a portaria que nomeou para a presidência da Capes (a instituição governamental que tem como uma das suas principais atribuições aquela de avaliar a qualidade dos cursos de mestrado e doutorado no país) no lugar do engenheiro, professor e ex-reitor da Universidade Presbiteriana Mackenzie, Benedito Aguiar, a advogada e professora Claudia Mansani Queda de Toledo.

Doutora em Direito Constitucional pelo Instituto Toledo de Ensino (ITE), num Programa de Pós-graduação que, por meio de um salto ornamental, teve o seu conceito 2 elevado para 4, pela Capes, no apagar das luzes da gestão toda ela sem luz do ex-ministro da educação Weintraub, a nova presidente da Capes era até o dia 14 de abril a coordenadora do mesmo Programa de Pós-graduação da mesma instituição de ensino superior que é de propriedade da mesma família – os Toledo.

Denominado hoje Centro Universitário de Bauru, o antigo ITE tinha como reitora (adivinhem) a própria advogada e professora Claudia Toledo e entre os seus egressos (adivinhem de novo) os atuais ministro da educação, Milton Ribeiro, e da Advocacia-Geral da União, André Mendonça – aquele mesmo que afirmou que os cristãos “estão sempre dispostos a morrer para garantir a liberdade de religião”.

Noves fora as irregularidades jurídicas que, muito provavelmente, devem estar presentes no conjunto da obra que envolvem ITE/CUB/Capes/MEC, de um ponto de vista histórico, estamos diante de uma nova volta do parafuso das anomalias antirrepublicanas cometidas pelo governo do genocida que se instalou em Brasília.

O episódio da nomeação da advogada e professora Claudia Toledo para a presidência da Capes acaba de expressar de forma acabada um novo fenômeno político, que precisar ser conceituado.

Nesse 15 de abril de 2021, o atual governo conseguiu superar dialeticamente (permitam-me o abuso da ideia hegeliana) a chaga patrimonialista que nos marca desde o nosso passado colonial, estabelecendo uma relação promíscua entre público e privado, sempre em benefício deste último.

Não é mais suficiente utilizar, sem necessidade de disfarces, o que deveria haver de público no Estado brasileiro para o enriquecimento econômico e o fortalecimento político dos interesses privados nacionais e, também, internacionais.

A fim de que o sistema público de pós-graduação nacional (e o sistema educacional brasileiro em geral) seja completamente destruído, num curto intervalo de quatro anos, é preciso que sejam alçados à sua direção os piores indivíduos – os quadros mais despreparados – que se encontram à disposição no momento.

A substituição do ex-reitor da Universidade Presbiteriana Mackenzie pela ex-reitora do Centro Universitário de Bauru representa a continuidade da prevalência dos interesses privatistas na gestão da educação brasileira, acrescida de um ingrediente novo – a redenção da mediocridade.

Com a nomeação da nova presidente da Capes, assistimos à emergência do “patrimonialismo caquistocrático”.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Football news:

Griezmann spoke with Hamilton and visited the Mercedes boxes at the Spanish Grand Prix
Barcelona feels that Neymar used it. He said that he wanted to return, but extended his contract with PSG (RAC1)
Aubameyang to the Arsenal fans: We wanted to give you something good. I am sorry that we could not
Atletico did not lose at the Camp Nou. Busquets' injury is the turning point of the match (and the championship race?)
Verratti injured his knee ligaments in PSG training. Participation in the Euro is still in question
Neymar's contract in one picture. Mbappe wants the same one
Manchester United would like to sign Bellingham in the summer, not Sancho. Borussia do not intend to sell Jude