Brazil

Damares Alves emperra orçamento de seu ministério

Damares Alves, ministra de Mulher, Família e Direitos Humanos. Foto: Valter Campanato/Ag. Brasil

Jornal GGN – O falecimento da juíza norte-americana Ruth Ginsburg pode ter comovido o mundo, mas não mereceu uma citação sequer da ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, a pastora Damares Alves.

Como mostra reportagem do UOL, a ministra tem mostrado sua força nas redes sociais ao aliar a pauta conservadora e o núcleo ideológico, e seu destaque cresceu por conta da saída de Abraham Weintraub e de Sérgio Moro do governo, além do silêncio do chamado “gabinete do ódio”.

Apesar da popularidade, Damares tem problemas com os números de sua pasta. Um exemplo são os recursos destinados à Casa da Mulher Brasileira, voltada ao atendimento de vítimas de violência doméstica, que ainda não foram desembolsados – em um total de R$ 19 milhões, referentes a 2019.

Além disso, Damares recebeu um acréscimo de R$ 211 milhões em seu orçamento por conta da pandemia do coronavírus, mas foram gastos apenas R$ 44 milhões (ou 21% do valor total), embora a ministra use as redes sociais para dizer que os valores estão sendo gastos.

O ministério deve receber R$ 43 milhões a menos no Orçamento de 2021 e, dos R$ 853 milhões atualmente disponíveis, apenas 37% começaram a ser efetivamente executados. E não houve verba destinada a comunidades remanescentes de quilombolas e indenização a parentes de mortos e desaparecidos políticos.

Em dois anos, o Ministério da Família recebeu R$ 204 milhões em emendas parlamentares de deputados e senadores, com pagamento obrigatório, mas só R$ 8,4 milhões (4% do total) foram desembolsados. Embora o PT tenha sido o partido que mais indicou emendas, os mais atendidos por Damares foram políticos do PSL (R$ 2 milhões), PL (R$ 1,26 milhão) e Republicanos (R$ 1,25 milhão).

Leia Também
Bolsonaro se sustenta com populismo barato, diz Estadão
Ricardo Salles coloca manguezais e restingas em risco
Milionários receberam auxílio emergencial do governo federal
Acordos coletivos vão definir salários dos trabalhadores

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Football news:

Lampard named Xavi and Iniesta as the best players he has played against
Increasing selfishness and greed is the last thing the world needs right now. UEFA Vice-President on the European super League
Juve responded to Barca Pro 🐐 : We will bring you a real one at the camp Nou
Lampard thinks Messi is better than Ronaldo: I Choose Lionel because of pure, natural talent
He really wanted to play football, but he knew that he would not become a professional. Then he wrote a book about his favorite game
Structurally, Juve and Barcelona are very similar. Koeman won the case, and Pirlo smartly explained the tactics after the match
Alex telles has contracted the coronavirus