Brazil
This article was added by the user . TheWorldNews is not responsible for the content of the platform.

Doações de órgãos aumentam 128% após transplante de Faustão

A doação de órgãos se tornou um assunto em evidência após o apresentador Fausto Silva, o Faustão, passar por um procedimento de transplante de coração no mês de agosto. Os registros em cartórios de pessoas que desejam ser doadoras de órgãos subiu 128% no último mês. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

Esses registros chamados de Diretivas Antecipada de Vontade (DAVs) — serve como um instrumento permitindo de forma legal e formalmente a vontade das pessoas em ser doador de órgãos no futuro, mesmo que o próprio não esteja em condições de manifestar a decisão.

De acordo com o Cartório de Notas de São Paulo, no mês de setembro, foram registradas mais de 80 DAVs, comparadas com a média dos últimos três anos, com apenas 35 DAVs por mês, certificando o aumento de 128%.

“A Diretiva Antecipada de Vontade é uma ferramenta fundamental para assegurar que a vontade do indivíduo seja cumprida no que diz respeito à doação de órgãos”, diz Daniel Paes de Almeida, presidente do Colégio Notarial do Brasil — Seção São Paulo.

O Correio tenta entrar em contato com o Cartório de Notas de São Paulo para buscar mais informações sobre os dados. Em caso de respostas, o texto será atualizado. 

Como fazer um DAV?

Para quem desejar fazer uma DAV, basta entrar em contato com o cartório do estado com os documentos pessoais. Ou por meio do site. Ao fazer o procedimento via on-line, uma videoconferência será agendada, e a chamada ficará gravada, caso algum familiar questione a vontade da pessoa que faleceu.

*Estagiária sob supervisão de Ronayre Nunes

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br