Brazil

Grêmio marca no fim e arranca empate contra o Palmeiras

Uma vitória prestes a ser comemorada virou mais uma vez um empate para se lamentar. O Palmeiras ficou no 1 a 1 contra o Grêmio, neste domingo, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, pela 11.ª rodada do Campeonato Brasileiro, e perdeu a chance de encostar nos líderes da competição. Se em ocasiões normais trazer um ponto de um jogo fora de casa é um feito positivo, para quem levou o gol aos 46 minutos do segundo tempo o sentimento foi de derrota.

O jogo contra o Grêmio faz lembrar o tropeço diante do Bahia, quando também o empate por 1 a 1 foi sacramentado com um gol sofrido nos acréscimos. O time alviverde abriu o placar já no segundo tempo com Raphael Veiga, mas vacilou e levou o empate em um escanteio completado por Ferreira. Se tivesse vencido, a equipe alviverde teria terminado a rodada somente um ponto atrás do líder Atlético-MG.

Ainda sem contar com Patrick de Paula, Lucas Lima e Luiz Adriano no time titular, o Palmeiras pareceu mais em Porto Alegre o time de atuações monótonas do início do Brasileirão do que o líder absoluto do Grupo B da Copa Libertadores. A falta de criatividade, a lentidão para sair da defesa e a total existência de jogadas de perigo foram gritantes. A primeira jogada de perigo foi só aos 43 minutos de partida. Ainda assim, o goleiro Vanderlei não precisou trabalhar no primeiro tempo.

O Grêmio criou mais, porém esteve longe de dominar o jogo. Em crise e com desfalques, a equipe gaúcha tentou criar mais jogadas principalmente pelas laterais. O ex-palmeirense Diogo Barbosa foi bastante acionado, inclusive. A falta de qualidade levou a equipe a levar grande perigo no primeiro tempo em uma cobrança de falta de Lucas Silva, aos 15 minutos. Depois, aos 38, Alisson quase marcou ao aproveitar a sobra de um cruzamento

O segundo tempo não trouxe um jogo melhor. O Palmeiras tirou Gabriel Menino para evitar um novo cartão amarelo e continuava com imensa dificuldade para criar. Um lance exemplar veio com o meia Danilo, garoto estreante como titular. Ao tentar chutar uma bola de fora da área, furou feio. Retrato fiel de uma partida de poucas finalizações e de raros lances de perigo.

A grande tentativa do Palmeiras para mudar a inércia do jogo veio a partir dos 15 minutos do segundo tempo. Após mais um jogo ruim, Rony saiu e deu lugar a Gabriel Veron, espécie de talismã do clube. Depois foi a vez de Wesley e Luiz Adriano entrarem. A equipe ficou mais ofensiva, passou a ter velocidade pelas pontas e justamente por isso chegou ao gol aos 25.

Após jogada na esquerda entre Wesley e Viña, o cruzamento saiu certeiro para Raphael Veiga emendar de primeira e fazer um belo gol. Se o jogo foi ruim, pelo menos o lance bonito compensou a espera e recompensou a ousadia palmeirense de ter mandado o time avançar no segundo tempo. Mesmo com a desvantagem, o Grêmio demorou a conseguir pressionar.

Nos minutos finais, o Palmeiras recuou bastante em busca do empate e pagou caro por isso. Aos 46 minutos, um escanteio terminou com a cabeça certeira de Ferreira. A bola entrou no canto esquerdo do goleiro Weverton e fechou o placar de um jogo ruim, mas que poderia ter tranquilamente rendido mais três pontos para o time paulista.

Football news:

Ex-judge Halsey: I'm surprised Pickford didn't get a red card. He put van Dijk's health at risk
Ander Herrera: I didn't feel love from Manchester United. The management and I had different views
Pique is ready to take a pay cut at Barca
Eto'o accused France Football of disrespect: I spent 1-2 seasons on the right, and the center forward was 25 years old
Barcelona are concerned about the shape of the Target. The club believes that he did not work enough on vacation
Laporte was supported by van Dyck: Sorry, bro. No joy, even though we are rivals
Lautaro Martinez: Messi is the best in the world. He is always one step ahead of the rest