Mundo

24/06/21 - 13h43

TEL AVIV, 24 JUN (ANSA) – O comissário para a crise da Covid-19 em Israel, Nachman Ash, afirmou nesta quinta-feira (24) que o país voltará a impor o uso de máscaras de proteção facial em locais fechados a partir da próxima semana por conta do aumento de casos da doença.   

Desde o dia 15 de junho não é obrigatório cobrir a boca e o nariz ao entrar em qualquer estabelecimento.   

+ Câmera flagra vulto rondando berço de crianças

A data para o retorno ainda não está certa, mas a medida será adotada por conta do temor da disseminação da variante Delta do coronavírus Sars-CoV-2. Outro ponto destacado por Ash é que ele vai pedir ao premiê israelense, Naftali Bennett, para desencorajar os israelenses a viajarem para o exterior.   

“Eu quero alertar as pessoas para considerar se suas viagens ao exterior é mesmo essencial. É muito recomendado evitar viagens não essenciais ao exterior. E esse não é o momento de voar com crianças que não estão vacinadas”, disse o comissário, segundo repercutiu o jornal “Times of Israel”. Por isso, ele pediu que quem for ao aeroporto de Tel Aviv, desde já, use máscaras por todo o tempo.   

Segundo dados do governo, há três dias consecutivo o país vem registrando mais de 100 casos por dia e, para evitar uma nova disseminação ampla, o Executivo vai tratar a situação como se fosse uma nova onda da doença. As mortes porém, não seguem a mesma alta, mostrando a eficácia da vacina: são 3 falecimentos desde o dia 13 de junho.   

Ainda conforme o Ministério da Saúde, a elevação nos casos é provocada pelo avanço de contágios pela mutação B.1.617, já que o país retirou a maior parte das restrições para voos do exterior. O portal Our World in Data mostra que Israel é um dos países mais avançados no mundo com a vacinação de pessoas com mais de 12 anos e tem cerca de 60% dos cidadãos imunizados com as duas doses necessárias dos imunizantes. Outros 4,2% já receberam um dose do ciclo vacinal.   

Por conta do controle sanitário, onde o país viveu três intensos lockdown, e da aceleração da vacinação, Israel revogou quase todas as medidas sanitárias e a vida está próxima do “normal” no país. (ANSA).   

Veja também
+ Sabrina Sato mostra corpo musculoso em clique na floresta
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago