logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo
star Bookmark: Tag Tag Tag Tag Tag
Brazil

Lula compara 2º turno a luta histórica de Muhammad Ali

Muhammad Ali. Foto: Reprodução/Facebook

Publicado originalmente na Rede Brasil Atual (RBA)

Os jornalistas Mino Carta, da CartaCapital, e Fernando Morais, do site Nocaute, visitaram na tarde desta quinta-feira (11) o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na sede da Polícia Federal, em Curitiba, onde está sob prisão política desde o dia 7 de abril, impedido de participar da disputa eleitoral.

Ao sair do prédio da PF, os jornalistas disseram em entrevista coletiva que o ex-presidente deseja que a campanha de Haddad se torne mais aguerrida nesta reta final do segundo turno. “É preciso algum tipo de enfrentamento, mais determinado e mais desassombrado”, definiu Mino Carta, depois de destacar que o ex-presidente está animado com a possibilidade de Fernando Haddad (PT) vencer a disputa contra Jair Bolsonaro (PSL) pela presidência, mas também está irritado com os rumos que a disputa está tomando, em referência à onda de fake news (notícias falsas) que estão dominando o cenário da disputa.

“Foi um toque dele pra gente pôr a cara na rua, e dizer o que tem de ser dito”, disse Morais, “ele acha que a gente tem de avançar, sem medo”, afirmou, sem entrar em mais detalhes, tentando preservar o conteúdo do encontro. Os dois jornalistas anunciaram que vão fazer um trabalho conjunto na próxima semana.

Na entrevista, os jornalistas também disseram que Lula comparou o momento de disputa política a uma histórica luta entre os pugilistas Muhammad Ali e George Foreman, em outubro de 1974, no Zaire, quando, depois de ficar nas cordas recebendo golpes, Ali reagiu e resolveu a disputa com golpes certeiros.  “Foi essa a luta que o ex-presidente se lembrou com detalhes”, disse Morais, ao explicar a metáfora adotada por Lula.

Na época, Muhammad Ali atribuiu ao combate – chamado de “A Luta na Selva”, um caráter de resposta à Guerra do Vietnã e ao racismo.

Themes
ICO