Brazil

Mercado eleva projeção para a inflação e vê alta dos juros em 2021

 (crédito: Marcello Casal JrAgência Brasil)

(crédito: Marcello Casal JrAgência Brasil)

O mercado financeiro voltou a elevar a expectativa de inflação deste ano. A projeção foi revisada de 2,65% para 2,99% no Boletim Focus desta semana e já pressiona a taxa de juros projetada para o próximo ano.

Esta é a 11ª alta consecutiva da expectativa de inflação de 2020. Nos últimos meses, o orçamento das famílias brasileiras tem sido pressionado pela alta dos alimentos e essa pressão inflacionária tem ganhado força, como mostrou a prévia da inflação oficial brasileira na última sexta-feira (23/10).

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a prévia da inflação acelerou 0,94% em outubro, o maior resultado para o mês desde 1995, por conta do aumento dos alimentos e de uma pressão de preços em outros núcleos da inflação, como os de transportes e artigos de residência. Segundo economistas, o IPCA-15 de outubro trouxe o maior índice de difusão da inflação desde o início do ano. Por isso, o mercado reviu a projeção de inflação deste ano, mas também o impacto disso nos juros.

No entendimento dos analistas ouvidos pelo Banco Central no Boletim Focus, essa pressão inflacionária não deve fazer o Comitê de Política Monetária (Copom) elevar a taxa básica de juros (Selic) já neste ano. O Copom, por sinal, se reúne nesta terça (27) e quarta-feira (28) para deliberar sobre a Selic, que está na mínima histórica de 2%. Contudo, essa pressão de preços deve afetar a inflação e os juros em 2021.

No Boletim Focus desta semana, o mercado elevou de 3,02% para 3,10% a projeção da inflação para 2021 e também reajustou a taxa básica de juros esperada para o próximo ano, de 2,5% para 2,75%.

Câmbio

Os analistas ouvidos pelo BC também revisaram as projeções para o câmbio. Para este ano, a expectativa subiu de R$ 5,35 para R$ 5,40. Já para o próximo ano, a projeção subiu de R$ 5,10 para R$ 5,20. Hoje, contudo, o dólar é negociado até acima disso, na casa dos R$ 5,66. E é esse dólar alto, segundo os analistas, que tem causado boa parte dessa pressão inflacionária. Afinal, o câmbio tem afetado o preço das commodities e de produtos que dependem de insumos importados, como os eletroeletrônicos.

PIB

O mercado, por outro lado, melhorou a projeção para a economia brasileira neste ano, saindo de uma queda de 5% para uma contração de 4,81%. O indicador está bem próximo da projeção oficial do governo, que prevê um Produto Interno Bruto (PIB) de -4,7% neste ano. Esse número, contudo, também deve ser melhorado nos próximos dias, porque o ministro da Economia, Paulo Guedes, já vê uma queda menor da economia brasileira, por volta de 4%, neste ano.

Para 2021, contudo, os analistas reduziram a perspectiva de recuperação da economia brasileira. No Boletim Focus desta semana, a projeção para o PIB de 2021 foi reduzida de uma alta de 3,47% para 3,42%.

Football news:

Did you see the shape you wanted to draw? Victory twice tried to support Dzyuba with graphics in the sky, the first attempt was forbidden by the dispatcher
Aspilicueta on the match against Tottenham: Chelsea always want to be the no 1 club in London
Tebas on Messi: I Want to see Leo in La Liga as well as Mourinho, Pep, Klopp, Ronaldo
Farewell to Maradona in Argentina: there were only relatives, buried next to their parents
Maradona was buried near Buenos Aires next to his parents
Mourinho on Maradona: We can find his football on Google, but we won't find Diego there. I miss him
Fabio Capello: against such a mediocre Real Madrid, Inter could have played better