logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo
star Bookmark: Tag Tag Tag Tag Tag
Brazil

Sem Gregore, Bahia busca solução para manter pegada forte no meio-campo

O Bahia começa neste domingo a reta final do primeiro turno do Brasileirão. A partir de agora, o tricolor terá apenas mais cinco jogos antes de fechar a primeira parte da competição. 

O duelo contra o Goiás, às 16h, na Fonte Nova, é a chance para Esquadrão continuar pontuando e subindo da tabela da Série A. Mas, além do alviverde, o time vai ter que superar uma ausência importante. 

Sem poder contar com o volante Gregore, que vai cumprir suspensão após receber o cartão vermelho no empate em 2x2 com o Palmeiras, o Bahia não terá em campo o seu principal ladrão de bolas no Campeonato Brasileiro.

Com uma média de 3,58 desarmes por jogo, de acordo com o site FootStats, o volante tricolor é o segundo nas estatísticas no Brasileirão. Em 12 jogos, Gregore somou 43 bolas roubadas, perdendo apenas para Diogo Barbosa, do Palmeiras, que conseguiu uma a mais. Os números não são inéditos, já que o camisa 26 foi líder de desarmes no Brasileirão do ano passado.  

“Tem algum tempo que eu digo que Gregore tem nível para ser lembrado para a Seleção. Tem dois ou três anos que ele lidera as estatísticas da sua função, ladrão de bolas. É um protetor da defesa que dá alívio para os zagueiros. Quando algum jogador entra no setor dele, ele é muito combativo”, elogiou o técnico Roger Machado.

  A preocupação pela ausência de Gregore também pode ser explicada pelo desempenho tricolor. Nos dois únicos jogos que o volante não atuou no Brasileirão, o Bahia acabou derrotado para Internacional, por 3x1, no Beira-Rio, e Santos, por 1x0, em Pituaçu.

  Dois jogadores aparecem na disputa pela vaga de Gregore. Contratado do Flamengo, Ronaldo seria o substituto natural, mas Elton se recuperou da lesão no joelho e entrou na briga. Ontem, Roger fechou o treino no Fazendão e não confirmou quem vai ser o titular na partida.

Por estar com condições físicas melhores, Ronaldo leva vantagem sobre o antigo titular e a tendência é a de que ele seja mesmo o escolhido para atuar ao lado de Flávio.

   “Tenho Elton voltando. Não sei se seria prudente, porque é uma semana que começou agora para ele e para o Guerra. E tenho o Ronaldo, que já estreou contra o Cruzeiro e estreou muito bem. Hoje (ontem) eu começo a definir. O Goiás é perigoso, e a gente tem que tomar cuidado, até mesmo na formatação e como a gente vai ser comportar”, explicou Roger.


 

All rights and copyright belongs to author:
Themes
ICO