logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo
star Bookmark: Tag Tag Tag Tag Tag
Cape Verde

São Vicente: Avenida Marginal “invadida” pela 7ª edição do Kavala Fresk Feastival

Este ano o evento gastronómico reuniu dezenas de chefes de cozinha, entidades nacionais e turistas de vários países. Uma das apostas da MARIVENTOS nesta edição foi a preservação do ambiente com  campanha ““Oli kavala Fresk challenge”.

A Avenida Marginal, em São Vicente, foi “invadida”, na tarde de sábado (13), pela sétima edição do Kavala Fresk Feastival.Este ano o evento gastronómico reuniu dezenas de chefes de cozinha, entidades nacionais e turistas de vários países. Uma das apostas da MARIVENTOS nesta edição foi a preservação do ambiente com  campanha ““Oli kavala Fresk challenge”.

A abertura da sétima edição do Kavala Fresk Festival aconteceu na tarde de sábado em São Vicente e contou com a participação de várias pessoas. Ao longo da Rua da Praia e Avenida Marginal, o evento reuniu dezenas de chefes de cozinha, espalhados por 50 restaurantes e quiosques. O número de restaurantes presentes nesta edição aumentou, segundo a Mariventos, entidade organizadora,

O pontapé de saída no evento gastronómico foi dado pelas peixeiras do Mindelo. O desfile que contou ainda com a participação do Clube Sportivo Mindelense a homenageada desta edição bem como outras instituições e pessoas singulares.

“Teve participação de pessoas singulares e também do aspecto colectivo por exemplo tivemos a Associação de Peixeiras que disseram que queriam vir com força. Fizeram a sua associação recentemente e para nós é uma alegria. Tivemos a Caixa Económica connosco. Tivemos acima de tudo o Mindelense que este ano queríamos prestar homenagem ao nosso centenário e campeão de Cabo Verde”, avançou a coordenadora da Mariventos, Josina Freitas.

Uma das apostas da Mariventos nesta edição foi a preservação do ambiente com  campanha “Oli kavala Fresk challenge”. “Somos parceiros do Ministério da Economia Marítima. Trouxemos o projecto que estrearam na Laginha. Para que as pessoas não deitem nada ao chão e façam uma certa reciclagem”, disse.

Outra novidade foi a introdução da máquina de triturar vidros, oferecida por Tinenê. O equipamento foi utilizado em horários específicos, para cumprir com o objecto de triturar todo o vidro do festival.

O Kavala Fresk Feastival, que já vai na sua 7ª edição, aos olhos da organização e não só, continua sendo um produto turístico da ilha de São Vicente e a promover o empreendedorismo jovem. Teve início na tarde de sábado e término por volta das 2 horas de domingo.

Comentário

All rights and copyright belongs to author:
Themes
ICO