Portugal
This article was added by the user . TheWorldNews is not responsible for the content of the platform.

Biden diz que Zelensky “não queria ouvir” quando foi avisado que a Rússia ia invadir a Ucrânia

Os serviços secretos norte-americanos afirmaram ter dados suficientes para comprovar que Vladimir Putin se preparava para invadir a Ucrânia, mas “Zelensky não o queria ouvir”, declara o Presidente dos EUA.

Foto

"Tínhamos dados para sustentar que o [Presidente russo, Vladimir Putin] iria entrar, fora da fronteira”, declarou Joe Biden Reuters/KEVIN LAMARQUE

O Presidente norte-americano, Joe Biden, afirmou que o homólogo ucraniano, Volodymyr Zelensky, “não queria ouvir” quando os serviços secretos dos Estados Unidos recolheram informação que provava que a Rússia estava a preparar uma invasão à Ucrânia.

“Nada assim aconteceu desde a Segunda Guerra Mundial. Eu sei que muitas pessoas pensaram que talvez eu estava a exagerar. Mas eu sabia que tínhamos dados para sustentar que o [Presidente russo, Vladimir Putin] iria entrar, fora da fronteira”, declarou Joe Biden, citado pelo jornal britânico The Independent, durante uma convenção em Los Angeles. “Não havia dúvidas. E Zelensky não o queria ouvir”, acrescentou.

Antes de iniciar a invasão à Ucrânia, no dia 24 de Fevereiro, a Rússia passou semanas junto da fronteira ucraniana com o alegado objectivo de desemprenhar exercícios militares. Os serviços de inteligência norte-americanos já haviam reunido informação sobre os planos de invasão russos no Outono de 2021.

Em Janeiro, os Estados Unidos afirmaram que existia a probabilidade de o Kremlin invadir a Ucrânia em breve. Nessa altura, Volodymyr Zelensky pediu a Biden para acalmar as mensagens sobre a invasão, escreve o Business Insider, que lembra declarações à CNN de uma fonte não identificada.

Desde o início da guerra, o Governo norte-americano tem anunciado pacotes milionários de apoio humanitário e militar à Ucrânia, incluindo os sistemas lançadores de mísseis de longo alcance Himars.

Email marketing por

E-goi