Portugal

Citroën faz apresentação mundial do seu topo de gama (e não terá motor a diesel)

A Citroën acaba de fazer a apresentação mundial do seu novo modelo, o C5 X, o seu novo topo de gama, algures entre o SUV (Veículo Utilitário Desportivo, do inglês Sport Utility Vehicle) e a berlina, e que estará disponível nas versões a gasolina e híbrido plug-in. Ou seja, livre de gasóleo.

d.r.

O C5 X inova ao introduzir, em estreia mundial, a suspensão ativa designada por Citroën Advanced Comfort, elemento que reforça, ainda mais, “a sensação de viajar a bordo de um tapete voador, sensação intimamente ligada à história da Citroën”, reforça a marca em comunicado.

d.r.

Os responsáveis da marca francesa garantem que a habitabilidade deste seu novo modelo topo de gama foi uma das principais preocupações. “À frente, os bancos confortáveis e o painel de instrumentos de leitura clara proporcionam um espaço habitável vasto e desimpedido. O banco traseiro convida os passageiros a relaxar, oferecendo um espaço excecional para as pernas, uma agradável sensação de liberdade em largura”.

d.r.

Essa habitabilidade é ainda reforçada por uma “apreciável luminosidade”, graças à superfície vidrada a 360 graus, ao redor de todo o automóvel, bem como através do grande tejadilho panorâmico em vidro.

d.r.

Mas não é tudo: para tornar as viagens tão relaxantes quanto possível, foi dada especial atenção à acústica, “com vidros acústicos laminados, dianteiros e traseiros, que proporcionam um excecional isolamento do ruído exterior”.

A bagageira, com um volume líquido de 545 litros e um acabamento superior, responde, perfeitamente, às necessidades dos clientes do segmento das carroçarias do tipo break. Mas, com o rebatimento do encosto do banco traseiro, proporciona um volume útil máximo de 1.640 litros.

d.r.

Com uma potência de 225 cavalos, este híbrido pode circular durante mais de 50 quilómetros em modo zero emissões, uma autonomia em modo elétrico adaptada a grande parte dos trajetos diários dos utilizadores, até uma velocidade máxima de 135 km/h.

Assim sendo, é possível passar uma semana sem recorrer ao motor de combustão interna, realizando os percursos habituais e recarregando a bateria consoante a necessidade, em casa, no local de trabalho ou num posto público, mas com a liberdade de viajar para longe, aos fins de semana e feriados, sem se preocupar com a urgência do carregamento, aqui entrando em cena o motor de combustão interna, económico e eficiente.

Football news:

Griezmann spoke with Hamilton and visited the Mercedes boxes at the Spanish Grand Prix
Barcelona feels that Neymar used it. He said that he wanted to return, but extended his contract with PSG (RAC1)
Aubameyang to the Arsenal fans: We wanted to give you something good. I am sorry that we could not
Atletico did not lose at the Camp Nou. Busquets' injury is the turning point of the match (and the championship race?)
Verratti injured his knee ligaments in PSG training. Participation in the Euro is still in question
Neymar's contract in one picture. Mbappe wants the same one
Manchester United would like to sign Bellingham in the summer, not Sancho. Borussia do not intend to sell Jude