Portugal
This article was added by the user . TheWorldNews is not responsible for the content of the platform.

Embaixada de Portugal em França voltou a acolher celebrações com ministro das Finanças

Dezenas de pessoas encheram esta sexta-feira a embaixada de Portugal em França, no 16.º bairro de Paris, para celebrar o dia nacional. O ministro das Finanças, Fernando Medina, marcou presença.

Foto

Fernando Medina foi um dos convidados LUSA/JOSÉ SENA GOULÃO

O Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades voltou a ser celebrado em pleno, em Paris, com uma recepção à comunidade portuguesa que incluiu a presença do ministro das Finanças, Fernando Medina.

“É importante voltar a ter esta celebração e a comunidade já estava triste porque é um ponto simbólico para a nossa comunidade, nós durante dois anos não tivemos possibilidade de fazer a festa nacional e eu estou satisfeito porque tive a resposta que tinha esperança de obter por parte da comunidade”, disse Jorge Torres Pereira, embaixador de Portugal em França.

Dezenas de pessoas encheram esta sexta-feira a embaixada de Portugal em França, no 16.º Bairro de Paris, para celebrar o dia nacional, tendo-se deslocado de terras lusas Fernando Medina, presença habitual na capital francesa quando era presidente da Câmara de Lisboa e que conhece a comunidade portuguesa na região parisiense.

“A nossa mensagem é de grande orgulho e reconhecimento aos portugueses que vivem em França. Reconhecimento por tudo que fazem pelo nosso país, é um dos grandes exemplos que temos do que é uma comunidade de trabalho, de paz, de tolerância, de capacidade de boa integração, de respeito e de amizade para com o país que escolheram para viver”, afirmou Medina.

Para celebrar Portugal, Clément Beaune, ministro francês dos Assuntos Europeus também compareceu na embaixada, destacando a cumplicidade entre os dois países que num ano e meio tiveram os dois a presidência do Conselho da União Europeia.

“Há muitos projectos que foram realizados entre Portugal e França, que começaram na presidência portuguesa. Desde logo o reforço das nossas competências sanitárias, do qual continuamos a beneficiar. Quanto às prioridades entre os dois países houve o ambiente, a regulação dos gigantes digitais e o salário mínimo. Nestes três campos tivemos grandes avanços”, declarou o ministro francês.

Os convidados foram acolhidos no palacete na Rue de Noisiel onde em 2021 foram instaladas diversas obras de arte de artistas portugueses como Joana Vasconcelos ou Manuel Cargaleiro.

Algumas destas obras continuam na embaixada e para assinalar a Temporada Cruzada entre França e Portugal que decorre até Outubro, o embaixador Jorge Torres Pereira encomendou uma obra a Cátia Esteves, artista portuguesa instalada em França, com várias nuvens com pontos de luz penduradas no salão nobre.

Até ao final do ano, a embaixada de Portugal em França vai lançar um livro sobre o edifício onde está sediada, conhecido como Hôtel de Levy. Desde 1936 que este palacete acolhe os diplomatas portugueses e foi construído no início do século XX pelo arquiteto Georges Raphaël Levy. Este livro será editado pela Imprensa Nacional-Casa da Moeda em português e em francês.