logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo
star Bookmark: Tag Tag Tag Tag Tag
Portugal

Fusão de sindicatos na banca avança no próximo ano

Há tensão nos sindicatos da UGT, depois de o SBN ter desistido da fusão. Pode haver alterações na federação que os junta

A fusão que está, há anos, a ser preparada pelos cinco sindicatos do sector financeiro afiliados da UGT acabou com um de fora: o Sindicato dos Bancários do Norte (SBN), após consulta aos associados, decidiu que não iria abraçar a operação. Rui Riso, do Sindicato dos Bancários do Sul e Ilhas (SBSI), considera que o comportamento do congénere dissidente foi incorreto. De qualquer modo, a fusão deverá acontecer no próximo ano, não devendo haver rescisões de pessoal. A venda de património é uma hipótese. Outra hipótese é candidatar-se a presidente.

A operação deverá acontecer já em 2020. “Os estatutos serão entregues no Ministério do Trabalho para este aferir da sua legalidade, esperamos que sejam aprovados e depois publicados. E, a partir do momento em que forem publicados, temos seis meses para fazer eleições para a nova estrutura sindical”, conta Rui Riso.

Este é um artigo exclusivo. Se é assinante clique AQUI para continuar a ler (também pode usar o código que está na capa da revista E do Expresso).

Torne-se assinante

Themes
ICO