Portugal
This article was added by the user . TheWorldNews is not responsible for the content of the platform.

Governo aprova nova eurolotaria a explorar pela Santa Casa da Misericórdia de Lisboa

O Governo aprovou hoje a concessão em regime de exclusividade pela Santa Casa da Misericórdia de Lisboa da exploração de uma nova eurolotaria, jogo que o executivo recusa que possa fomentar comportamentos aditivos na população.

A breve apresentação do diploma, bem como a referida posição sobre as consequências sociais resultantes da introdução deste novo jogo, foram transmitidas no final do Conselho de Ministros, em conferência de imprensa, pelo secretário de Estado da Presidência, André Moz Caldas.

"A Santa Casa da Misericórdia de Lisboa fica com a respetiva exploração em regime de exclusividade em todo o território nacional É um jogo decidido a nível europeu, no quadro do 20.º aniversário do euromilhões", salientou o membro do executivo.

De acordo com o diploma do executivo, o novo jogo vai ser explorado em conjunto com outros países europeus e, segundo o secretário de Estado da Presidência, o seu modelo "tem detalhes que ainda estão sujeitos ao nível de reserva, mas serão anunciados a muito breve prazo".

Na conferência de imprensa, André Moz Caldas procurou sobretudo afastar a existência de eventuais consequências nefastas ao nível de comportamentos sociais e recusou também a tese de que este novo jogo seja dirigido aos mais jovens.

"Estamos perante um jogo que não tem prémio instantâneo, sendo por isso distinto do tipo de jogos que recentemente têm estado associados a comportamentos aditivos. Aquilo que o Governo aprovou hoje não é necessariamente dirigido a populações mais jovens", advogou.

Pela parte do Governo, defende-se que a nova lotaria poderá ser uma forma de combater a oferta ilegal deste tipo de sorteios, diversificar e atualizar a oferta de jogo, mas afasta-se a ideia de se estar a procurar, por esta via, autorizar um auxílio para a recuperação financeira da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

O jornal Público noticiou hoje que a nova lotaria europeia, denominada, Eurodreams, juntará mais de oito países europeus e tem como objetivo ser a maior lotaria europeia desde o lançamento do euromilhões há quase 20 anos.

Em vez de um prémio fixo pago na totalidade, quem ganhar a nova lotaria vai receber uma prestação mensal paga ao longo de vários anos. O primeiro prémio, por exemplo, dará direito a 20 mil euros por mês durante 30 anos.

Ainda segundo o jornal Público, prevê-se que o primeiro sorteio se realize em 06 de novembro, estando previsto que haja dois sorteios por semana: às segundas e quintas-feiras em Portugal e mais oito países europeus, os mesmos onde se joga o euromilhões.