Portugal

Metro de Lisboa assegura que produto desinfetante é "extremamente eficaz"

"O fornecedor do produto apresentou evidências de entidades certificadas que atestaram que, relativamente ao último SARS (síndrome respiratória aguda grave), o produto garante uma proteção eficaz de até 30 dias, mantendo as superfícies sem riscos para os clientes e colaboradores", avançou à Lusa o Metropolitano de Lisboa.

Em causa estão as críticas da Associação de Grossistas de Produtos Químicos e Farmacêuticos (Groquifar) de que o desinfetante aplicado em vários transportes públicos não foi testado "em condições representativas do contexto real onde será aplicado", pelo que não acredita num efeito durante 30 dias.

O produto Microbe Shield Z-71, da Zoono, promete ter um "efeito biocida até 30 dias", mas a associação Groquifar duvida deste resultado porque apenas foi testado segundo a EN14476, a norma europeia utilizada para "quantificar a atividade virucida dos desinfetantes".

Em resposta às declarações da Groquifar, o Metropolitano de Lisboa fez saber que, aquando do aparecimento do novo coronavírus, analisou o mercado para escolher um produto eficaz que desinfetasse as instalações e carruagens, verificando que os produtos correntes necessitavam de aplicação diária, o que, além de ser muito difícil de assegurar, significa que "após a desinfeção uma pessoa infetada poderia colocar o vírus novamente na instalação".

Neste âmbito, a empresa de transporte público optou pelo produto Zoono Z-71, por apresentar "um composto isento de álcool e de outros produtos químicos que possam afetar o ser humano, sendo aplicada tecnologia que permite obter um ambiente livre de bactérias, micro-organismos e vírus pela ação de romper com as células com as quais entra em contacto".

A aplicação deste produto, com durabilidade de "até 30 dias", não interfere com a limpeza de rotina nas instalações do Metropolitano, "que será reforçada semanalmente com o mesmo produto, mas através de aplicação manual, nas superfícies mais críticas", avançou a empresa.

"Nos comboios, o desinfetante foi aplicado nas cabines de condução do maquinista e nos salões de passageiros, nomeadamente nos bancos, varões, pegas, vidros e outras superfícies. Nas estações, foi aplicado nos corrimãos das escadas fixas e mecânicas, mobiliário de estação, máquinas automáticas de venda de títulos, cabines e postos de venda, elevadores e outras instalações", indicou o Metropolitano de Lisboa.

Apesar de remeter mais esclarecimentos para o fabricante, a empresa de transporte público garantiu que "o produto foi testado segundo a norma europeia EN14476 para várias estirpes de coronavírus e outros (foi testado contra mais de 100 agentes patogénicos, nomeadamente o coronavírus covid-19, MRSA, E. Coli, H1N1, Norovirus, Salmonella, MERS, Vírus da Peste Suína Africana e Vírus H9N2), tendo revelado uma eficácia superior a 99,99% ao fim de cinco minutos".

Em cumprimento das instruções da Direção-Geral da Saúde e "em alinhamento com as melhores práticas implementadas noutras empresas congéneres e instituições nacionais e internacionais", o Metropolitano de Lisboa assegurou a execução do seu plano de contingência para combate à pandemia da covid-19, com um conjunto de medidas internas e externas já implementadas.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 1,3 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 75 mil.

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 345 mortes, mais 34 do que na véspera (+10,9%), e 12.442 casos de infeções confirmadas, o que representa um aumento de 712 em relação a segunda-feira (+6%).

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Football news:

Henri on racism: Why is this still happening in 2020? We demand changes
The defender from Burkina Faso is the new star of the Bundesliga. With him, Bayer won 11 matches out of 13
Giroud about the quarantine: I am a modern father. I like to change Junior's diapers
A bunch of stupid assholes. Lukaku reacted to a cartoon by the Belgian newspaper Life of the purple stars
Ramos on Atletico's goal in the 2014 Champions League final: It changed not only the history of Real Madrid, but also my career
Ozil and adidas are parting ways-perhaps because of politics and a bad image. Mesut will be to develop its own brand
Alexey Sorokin on Russia's desire to host the Champions League playoffs: We would have done everything in the best possible way, but I don't know anything