Portugal

Netanyahu consegue apoio da direita radical, mas continua sem maioria

"O Likud (partido de Netanyahu) pode contar com os votos do Yamina", disse Bennet, antigo ministro da Defesa de Netanyahu, mas até agora ambíguo em relação à sua posição e que também explorou coligações com o bloco anti-Netanyahu, segundo a agência noticiosa espanhola EFE.

Ainda assim, os sete deputados do Yamina não são suficientes para se alcançar uma maioria de 61 lugares no Knesset (parlamento com 120 assentos), tarefa atribuída ao primeiro-ministro em exercício.

Netanyahu, cujo partido elegeu 30 deputados, tinha assegurado o apoio das formações ultraortodoxas Shas (nove deputados) e Judaísmo Unido da Tora (sete), e da formação de extrema-direita Sionismo Religioso (seis). Com o Yamina consegue 59 deputados.

Uma hipótese poderia ser o partido árabe islamita Raam, que conseguiu quatro lugares nas eleições legislativas de 23 de março e que não excluiu apoiar Netanyahu, mas Bezalel Smotrich, líder do Sionismo Religioso, abertamente anti-árabe, rejeitou o apoio do Raam a um executivo de coligação.

O primeiro-ministro em funções tem ainda mais de 20 dias, além dos 14 adicionais que pode solicitar, para formar um governo que tire o país da mais longa crise política da sua história e evite as quintas legislativas em pouco mais de dois anos.

Se fracassar, o Presidente de Israel, Reuven Rivlin, pode designar para formar governo outro candidato do designado bloco anti-Netanyahu.

O centrista Yair Lapid, do Yesh Atid (o segundo partido mais votado, com 17 deputados), foi o político mais recomendado a seguir a Netanyahu nas consultas que o presidente fez aos partidos após as eleições.

O parlamento israelita que tomou posse a 6 de abril tem representadas 13 formações políticas.

Além das referidas conta com deputados da coligação Azul e Branco (centrista do anterior ministro da Defesa Benny Gantz, 08), do Yisrael Beiteinu (direita secular, 07), dos Trabalhistas (esquerda, 07), da formação Nova Esperança (do ex-Likud Gideon Saar, 06), da Lista Conjunta (coligação de partidos árabes, esquerda, 06) e do Meretz (esquerda, 06).

Leia Também: Líbano aumenta área reivindicada na disputa da fronteira marítima

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Football news:

Griezmann spoke with Hamilton and visited the Mercedes boxes at the Spanish Grand Prix
Barcelona feels that Neymar used it. He said that he wanted to return, but extended his contract with PSG (RAC1)
Aubameyang to the Arsenal fans: We wanted to give you something good. I am sorry that we could not
Atletico did not lose at the Camp Nou. Busquets' injury is the turning point of the match (and the championship race?)
Verratti injured his knee ligaments in PSG training. Participation in the Euro is still in question
Neymar's contract in one picture. Mbappe wants the same one
Manchester United would like to sign Bellingham in the summer, not Sancho. Borussia do not intend to sell Jude