Portugal

Opinião: Coração e razão

A administração portuária deveria ter elementos figueirenses?

A administração portuária da Figueira da Foz deveria ter no seu conselho de administração um ou dois elementos que representassem os interesses do nosso concelho, da CIM de Coimbra e da Comunidade Portuária da Figueira da Foz. Considero completamente irrelevante que essa ou essas pessoas tenham nascido ou crescido na Figueira. Relevante deverá ser estarem comprometidas com a estratégia e interesses coletivos do município e da região e, tal como se diz em linguagem portuária, de todo o seu hinterland.
Portanto, quem administra a operação portuária deveria ter a perceção da importância da sua área de influência que assenta sobre um território composto por atores e dinâmicas muito próprias. Não poderá ter apenas uma visão baseada na mera economia de escala que traz a gestão conjunta dos dois portos de Figueira da Foz e Aveiro.
Cada um destes portos tem características muito específicas, que não se esgotam na resolução dos requisitos técnicos que garantam que o nosso porto continue a integrar a rede transeuropeia de transportes e, portanto, que garantam que toda a operação logística do porto comercial tem sucesso, serve as nossas empresas e é financeiramente sustentável.
Há que perceber que o porto comercial está no centro de uma cidade com uma forte vertente turística, de desportos de mar e de rio e de lazer. A atividade portuária tem de conseguir conciliar as suas atividades com quem quer remar, velejar, ou fazer surf. Tem de ter cuidados acrescidos com as cargas e descargas dos navios sem prejudicar o ambiente e a imagem da cidade.
Há que perceber que a barra e o estuário do Mondego, cuja manutenção e gestão é da responsabilidade da administração portuária, também serve o porto de pesca e a marina de recreio e que o conforto e segurança da navegação destas embarcações deverão estar sempre garantidos.
Há que perceber que os molhes de proteção da barra, já prolongados várias vezes, têm retido as areias, fazendo com que a praia da Figueira cresça todos os anos e que as praias a sul dos molhes decresçam todos os anos. Devendo as areias dragadas nas manutenções do porto ser sempre transferidas para as praias a sul. Logo, a administração portuária deverá ter um figueirense de razão e coração!

Pode ler a opinião de Ana Carvalho na edição impressa e digital do DIÁRIO AS BEIRAS

Comentários

Football news:

Leonardo on the contracts of Neymar and Mbappe: We are not going to beg them to stay. But I have a good feeling
Boca Juniors won the Diego Maradona Cup by beating Banfield on penalties
Man City, Barcelona and Bayern have congratulated Pep on his 50th birthday
Solskjaer parked the bus at Anfield, as Mourinho did. Ins about the match Liverpool - Manchester United
Liverpool dominated the first half-hour but did not exploit Pogba's weaknesses. Manchester United leveled the game and had the best moments
Inter will change the logo and name for the 113th anniversary of the club in March
Jorge Valdano: With Ronaldo gone, Real Madrid are missing a goal for the match. Now there are no goalscorers