Portugal

Prioridades do chefe da NASA são crise climática e diversificar efetivos

Na sua primeira entrevista desde que se tornou o principal dirigente da NASA esta semana, o antigo senador Bill Nelson disse à Associated Press na sexta-feira que acompanhar as alterações climáticas é uma questão principal.

A sua visão para a NASA é "explorar os céus com homens e máquinas".

Sobre a eventualidade de colocar homens na Lua em 2024, um prazo mencionado pelo governo anterior, Nelson, de 78 anos, que viajou no 'space shuttle' (vaivém espacial) Columbia em 1986, disse que precisava de tempo para rever o assunto.

"Essa é uma data que serve de referência, mas penso que temos de colocar alguma dose de realismo na nossa análise", disse, na sede da agência, em Washington.

As expedições lunares iriam beneficiar as tripulações para Marte, seguindo Nelson. Mas saber se é possível enviar missões a Marte na próxima década "está em discussão".

Nelson elogiou o SpaceX, de Elon Musk, pelo seu sucesso no ano passado, transportando astronautas para e da Estação Espacial Internacional para a NASA e, agora, lançando e fazendo aterrar com sucesso um protótipo Starship, em tamanho real. Este aparelho é o que a NASA tenciona usar para colocar astronautas na Lua, mas o contrato de três mil milhões de dólares está a ser contestado por dois concorrentes que o perderam.

O novo administrador da NASA adiantou que não procurou este cargo e que tinha recomendado três mulheres. Acrescentou que disse à Casa Branca que só aceitaria a nomeação se tivesse uma mulher como vice, cargo para que foi finalmente escolhida a antiga comandante de um 'space shuttle' Pam Melroy. 

Nelson é o 14.º administrador da NASA e o terceiro que já esteve no espaço. Tomou posse na segunda-feira, em cerimónia dirigida pela vice-presidente, Kamala Harris, que vai liderar o Conselho Nacional do Espaço.

Depois do fim das missões dos 'shuttles', em 2011, a NASA ficou dependente da Federação Russa para levar os seus astronautas para e da estação espacial, até ao primeiro voo da SpaceX em 2020.

"Apesar das diferenças políticas entre os governos, sempre tivermos esta cooperação espacial", disse Nelson. "E é minha fervorosa esperança que assim continue", reforçou.

Leia Também: Protesto de rivais leva NASA a suspender contrato com SpaceX

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2021 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Football news:

Scotland coach Clarke: There were a lot of good moments during the group stage, but no points scored
England are the most boring group winners in history. Two goals were enough! And at the World Cup, the Italians once became the first even with one
Dalic - to the fans after reaching the Euro playoffs: You are our strength, and we will be your pride
Modric became the youngest and oldest goalscorer in Croatia at the Euro
Czech Republic coach Shilgava: We came out of the group and fought with England for the first place. We got what we wanted
Gareth Southgate: England wanted to win the group and continue to play at Wembley-and it succeeded
Luka Modric: When Croatia plays like this, we are dangerous for everyone