Paraguay
This article was added by the user . TheWorldNews is not responsible for the content of the platform.

Polícia descobre tráfico de cocaína em colchões falsos fabricados em bairro de Campo Grande

Na noite de sexta-feira (30), grande quantidade de cocaína foi apreendida pelo Dracco (Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado). A droga era armazenada em colchões falsos em um imóvel na região do Jardim Monumento e transportada em um caminhão baú.

De acordo com a polícia, equipe localizou o caminhão baú na Rua Filomena Segundo Nascimento e fez abordagem ao motorista. Ele contou que tinha acabado de carregar o caminhão com os colchões e no imóvel em que estava estacionado na frente.

No local, estavam um homem e um adolescente de 14 anos. O homem relatou que era responsável por abrir e fechar o local, além de carregar os colchões junto com o sobrinho adolescente. Ele disse que tinha sido contratado para aquela função.

O homem contou também que foi contratado para o serviço e ganhava um salário mínimo. Ele ainda disse que a empresa não abria todos os dias e só era usada para carregamento dos colchões, o que acontecia eventualmente.

Além disso, ele era a única pessoa com a chave, sendo que o patrão entrava em contato por telefone quando fosse necessário abrir.

Colchões fakes eram produzidos no imóvel

Os policias do Dracco perceberam que o imóvel não tinha qualquer identificação de empresa e, nos fundos do imóvel, havia placas de isopor em formato de colchões, com espumas e tecidos, além de máquinas de costura.

Aquilo indicava que os colchões eram fabricados ali, precariamente. Então, foi feita uma vistoria nos colchões e identificado que não tinham padrão de qualidade que constava na nota fiscal – de colchão ortopédico – sendo que as costuras, texturas e espessuras eram irregulares.

Um dos colchões foi verificado e os policiais encontraram os tabletes de cocaína. O responsável pelo imóvel alegou que o adolescente não tinha conhecimento da droga, apenas ajudava no transporte.

Já o caminhoneiro relatou que tinha sido contratado já pela terceira vez para aquele serviço, mediante aplicativo de frete. Ele não tinha conhecimento do entorpecente, que já estava embalado, em saco plástico e com nota fiscal como se fossem colchões.

Foi acionada Perícia e o homem responsável pelo depósito indicou ainda o endereço onde morava, onde foi encontrada uma arma de fogo. Foi apreendido o revólver municiado, além de carregadores de pistola.

A droga ainda deve ser pesada e o caminhão foi encaminhado para o Dracco. O responsável pelo local foi preso em flagrante por tráfico de drogas, associação para o tráfico, corrupção de menores e posse irregular de arma de fogo. (Midiamax)