logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo
star Bookmark: Tag Tag Tag Tag Tag
Brazil

Caso Eloá: Justiça condena Estado de SP a indenizar Nayara

A Justiça de São Paulo condenou este ano o governo do estado a pagar R$ 150 mil como indenização por danos morais, materiais e estéticos a Nayara Rodrigues da Silva, 25 anos, sobrevivente do sequestro que terminou com a morte de sua melhor amiga, Eloá Cristina Pimentel, em outubro de 2008, em Santo André. A informação é do G1. 

Para o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), a ação da Polícia Militar permitindo o retorno de Nayara ao local do sequestro colocou a jovem em risco. Ela foi baleada no rosto e teve ossos da face fraturados, precisando passar por cirurgias de reconstrução. Ainda cabe recurso da decisão. O crime completa 10 anos neste sábado (13). 

Nayara e Eloá tinham 15 anos quando foram feitas reféns por Lindemberg Alves Fernandes, que as trancou em um apartamento em 13 de outubro de 2008. Ele queria retomar o romance com Eloá, que era sua ex-namorada. Um dia depois, Lindemberg deixou Nayara sair do cativeiro. Mas dois dias depois ela voltou ao apartamento por orientação da própria PM para ajudar no resgate de Eloá.  A jovem acabou ficando novamente de refém com a amiga.

O Grupo de Ações Táticas Especiais explodiu uma bomba e invadiu o local no dia 17, depois de escutar o que seria um tiro - na verdade, era o barulho de uma mesa arrastada. O sequestrador baleou Nayara e deu dois tiros em Eloá, que morreu.

Themes
ICO