Brazil

Celso Amorim: Forças Armadas deveriam sair do governo Bolsonaro

“É lamentável para a instituição, como instituição, essa contaminação política”, afirma o ex-ministro da Defesa

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-ministro da Defesa Celso Amorim, em entrevista ao Tutaméia publicada nesta quinta-feira (21), afirma que os militares que ocupam cargos no governo Jair Bolsonaro, e que junto consigo levam a imagem das Forças Armadas, deveriam deixar seus postos.

Ele lamenta a participação da instituição em um governo submisso como o atual. “As pessoas [do comando das Forças Armadas] com que eu convivi, quando ministro da Defesa, eram pessoas sensatas. Eram pessoas respeitosas da lei, pessoas que se interessavam pela defesa do país –estávamos debatendo acordos militares com a China e com a Rússia. Fico muito espantado com essa visão diminuída do Brasil, do ponto de vista estratégico, de ser um quintal dos Estados Unidos, e todos esses desmandos na área governamental –na área de educação, na área ambiental, nas relações governamentais, em todos esses lugares é um desastre sem tamanho. Conheci pessoas muito sérias nas Forças Armadas. Mas vejo que elas estão muito afetadas. Acho que todas essas coisas são lamentáveis em todos os aspectos. A minha opinião é que as Forças Armadas deveriam sair".

Amorim lembra que há um general no comando da Casa Civil, o ministro Braga Netto, um general da ativa no Ministério da Saúde, Eduardo Pazuello, e a presença de milhares de militares em cargos federais. “É lamentável para a instituição, como instituição, essa contaminação política”. O ex-ministro, porém, pontua que o apoio a Bolsonaro não é unanimidade dentro da instituição.

Para Amorim, a declaração de Bolsonaro de que são as Forças Armadas que definem se o país vive, ou não, sob a democracia “denota uma preocupação com a possibilidade do impeachment. No fundo é isso. Então, ele é preventivo, do ponto de vista dele. Não foram as Forças Armadas que disseram; quem disse foi o presidente".

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Football news:

Cavani has returned to training and is likely to play against Crystal Palace
Fabio Capello, Juventus played Rugby against the Port. Only Ronaldo and Chiesa can make a difference in this squad
Neymar: I posted how I was recovering from my injury, and I didn't get any messages saying, Wow, what a professional. No
Ole Gunnar Solscher: The work of the judges is very difficult and without additional pressure. We have to make their decisions
Joan Laporta: I'm sure Messi won't stay at Barca if I don't win the election. He gives the club 30% of revenue
Trent had idolized Gerrard since he was a kid, and he was in a fairy tale: he got Steven's care and the captain's armband. The story of a great relationship
Hazard's recovery from the injury is delayed. He probably won't play against Atletico on March 7