logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo
star Bookmark: Tag Tag Tag Tag Tag
Brazil

Com reservas, Santos é goleado pelo Botafogo e avança como segundo do grupo

O Santos visitou o Botafogo nesta quarta-feira, em Ribeirão Preto, e encerrou a primeira fase do Campeonato Paulista sendo atropelado. Na luta pela permanência na elite estadual, os donos da casa não tiveram qualquer dificuldade para fazer 4 a 0 na equipe alvinegra, que foi quase toda formada por reservas e pagou pelo desinteresse no confronto.

Com a vaga garantida, o Santos lutava pela ponta do Grupo A, mas avançou com a segunda posição da chave. Nas quartas de final, a equipe terá a difícil tarefa de encarar o time de melhor campanha em todo o Estadual, o Red Bull Brasil, e decidir a classificação às semifinais como visitante.

Se não impediu a vaga na próxima fase, o resultado desta quarta deixou o Santos em alerta. Afinal, a equipe que foi sensação do Paulistão no início da temporada chega para a fase decisiva em seu pior momento. Diante do Botafogo, completou três jogos seguidos sem marcar gols.

Por outro lado, a festa foi do Botafogo, que encerrou o tabu de 18 anos sem vencer o Santos e garantiu-se na elite do ano que vem. A equipe chegou a 11 pontos, ainda na lanterna do Grupo D, mas com campanha melhor do que São Bento e São Caetano, que foram rebaixados.

O time de Ribeirão Preto se beneficiou do desinteresse do Santos, começou a pleno vapor e abriu o placar logo com um minuto. Erick recebeu na área e tentou mesmo com pouco ângulo, mas Vanderlei defendeu. A sobra ficou com Marlon Freitas, que colocou na área para Rafael Costa cabecear, desta vez sem chances para o goleiro.

O Botafogo seguiu pressionando a saída de bola santista e não demorou para chegar ao segundo. Aos 18 minutos, após escanteio da direita, Erick cabeceou. Vanderlei espalmou, mas Plínio concluiu para a rede.

Dois gols atrás, o Santos passou a controlar a posse, bem ao seu estilo. O problema é que, sem um meia de criação, apenas tocava de um lado para o outro, sem qualquer perigo à área adversária. O homem mais acionado era Copete, que insistia nos cruzamentos, todos inofensivos. Somente quando Gustavo Henrique foi para o ataque, conseguiu assustar, em cabeçada que acertou o travessão.

Em compensação, o Botafogo pouco pisava no campo de ataque, mas era sempre perigoso quando o fazia. Aos 38, Marlon Freitas ganhou da defesa e arriscou da entrada da área, rente ao travessão. Na volta para o segundo tempo, Nadson arrancou em rápido contra-ataque e deixou Rafael Costa em ótimas condições para marcar mais um.

O terceiro gol definiu a partida. O Botafogo recuou e deixou o Santos com a posse, mas o time alvinegro seguiu sem qualquer criatividade. Inoperante, Felippe Cardoso deu lugar a Orinho, e Copete foi para o ataque. Nada mudou. Para piorar, o time da casa ainda aproveitou a expulsão de Lucas Veríssimo para marcar o quarto, novamente com Rafael Costa, selando uma noite memorável para o torcedor botafoguense.

FICHA TÉCNICA:

BOTAFOGO 4 X 0 SANTOS

BOTAFOGO – Darley; Bruno José (Evandro), Plínio, Naylhor e Pará; Willian Oliveira, Marlon Freitas e Nadson (Wellington Bruno); Erick (Ednei), Rafael Costa e Felipe Saraiva. Técnico: Roberto Cavalo.

SANTOS – Vanderlei; Luiz Felipe (Rodrygo), Gustavo Henrique e Lucas Veríssimo; Matheus Ribeiro, Yuri, Jean Lucas (Felipe Jonatan), Diego Pituca e Copete; Eduardo Sasha e Felippe Cardoso (Orinho). Técnico: Jorge Sampaoli.

GOLS – Rafael Costa, a um minuto, e Plínio, aos 18 minutos do primeiro tempo. Rafael Costa, aos três e aos 42 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Raphael Claus.

CARTÕES AMARELOS – Pará (Botafogo); Matheus Ribeiro (Santos).

CARTÃO VERMELHO – Lucas Veríssimo (Santos).

RENDA E PÚBLICO – Não disponíveis.

LOCAL – Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto (SP).

All rights and copyright belongs to author:
Themes
ICO