logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo
star Bookmark: Tag Tag Tag Tag Tag
Brazil

Divergência sobre Hong Kong eleva tensão e paralisa acordo EUA-China

As negociações comerciais entre Estados Unidos e China pararam devido à Lei de Direitos Humanos e Democracia de Hong Kong, sancionada pelo presidente norte-americano, Donald Trump

Sputnik - Neste domingo (1º/12), o site de notícias Axios citou fontes próximas aos negociadores chineses e americanos e informou que a lei aprovada pelo Congresso dos Estados Unidos que interfere nos assuntos chineses em Hong Kong paralisou as negociações sino-americanas.

Uma fonte norte-americana disse ao site Axios que é necessário tempo para permitir que a política doméstica chinesa se acalme antes de assinar o acordo "Primeira Fase" entre EUA e China, o que aconteceria até o final do ano na melhor das hipóteses.

Já outras duas fontes teriam dito que ainda há "obstáculos substantivos"  a serem superados para a finalização do acordo. Tais obstáculos incluem o quanto as tarifas de Trump irão recuar, quais mecanismos reforçarão o acordo sobre como os chineses garantirão as "enormes" compras de produtos agrícolas norte-americanos, conforme anunciado por Trump.

O documento que Trump assinou na quinta-feira (28) introduziu emendas à política existente dos EUA sobre Hong Kong, permitindo que Washington imponha sanções a funcionários considerados responsáveis ​​por violações de direitos humanos na região administrativa especial chinesa. Outra parte da legislação proíbe os EUA de exportarem determinados equipamentos policiais para Hong Kong.

A China condenou a aprovação da lei logo após seu anúncio através do porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, Geng Shuang, que acusou a medida de aplicar padrões duplos e interferência nos assuntos internos da China.

Themes
ICO