Brazil

Governo Bolsonaro volta atrás e pode desistir de compra da Covxin, alvo da CPI da Covid e da Procuradoria

Após denúncias, governo se reuniu nesta quarta-feira no Ministério da Saúde para discutir a possibilidade de cancelar contrato para a compra de 20 milhões de doses da Covaxin, com indícios de superfaturamento de mais de 1.000%

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O governo deve voltar atrás e cancelar o contrato com a Precisa Medicamentos, celebrado em fevereiro deste ano para a compra de 20 milhões de doses da vacina indiana Covaxin, produzida pela farmacêutica Bharat Biotech, vendida ao Brasil com preço superfaturado estimado em mais de 1.000%. 

O acordo passou a ser alvo de investigações da CPI e da Procuradoria depois que o depoimento do servidor público do Ministério da Saúde ao Ministério Público Federal (MPF), Luis Ricardo Miranda, irmão do deputado federal Luis Miranda (DEM-DF), veio a público onde ele denunciou que levou pessoalmente a documentação da corrupção na compra da vacina a Bolsonaro.  

De acordo com reportagem do jornal Folha de S. Paulo, o cancelamento do contrato passou a ser discutido em vários setores do Ministério da Saúde e já chegou ao conhecimento da Casa Civil e, uma das possibilidades é rescindir o acordo em razão do atraso na entrega das unidades contratadas e também da falta de previsão da chegada do imunizante ao Brasil.

Outra hipótese é que não haja assinatura do termo de compromisso exigido pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) com condições para importação de parte das doses.

A reunião desta quarta-feira (23) ainda não é definitiva. Ainda segundo a reportagem, a orientação é  deixar o contrato em stand-by, sem que haja esforço para importação dos quatro milhões de doses iniciais alvo de autorização condicional da Anvisa.

 Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e assista:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Football news:

Bayern's match in the German Cup was postponed due to quarantine in Bremer
Shakhtar coach De Derbi on 2:1 with Genk: If we want to go further, we must play powerfully for the entire 90 minutes
Lewandowski admits that he will leave Bayern in a year. The striker has a contract until 2023
Kochenkov on moving to Arsenal: Shamov, Levashov are excellent goalkeepers, we will compete
Neville about Kane: He seems to be very annoyed, but this is not an excuse. It is impossible to justify a player missing training
Kovac about hooting at Tchuameni: We are devastated that this is still happening in the XXI century. We won the match against racism
Chelsea will offer Inter 120-130 million euros for Lukaku. The striker will be given a contract for 12 million euros a year