Brazil

Meio milhão usando as lentes da verdade

Somos meio-milhão de cabeças resistentes e pensantes; que passaram a usar os óculos da verdade com lentes ultra progressistas que libertam das amarras de uma sanha neoliberal que faz chover desigualdade a cada decreto assinado, ou a cada direito extirpado

Ao escrever uma artigo/homenagem ao Brasil 247 nesta tarde veranil no Rio de Janeiro; a felicidade (de forma rara) me invade a alma de escritora e penso na resiliência como uma virtude; obviamente que não falo daquela resiliência cabisbaixa que permite até mesmo um esbofeteio perene; mas sim da capacidade de superação com a cobertura de resistência.

Não é difícil lembrar de Jean Paul Marat que foi um cruzado dela (resistência) até à morte durante à Revolucão Francesa; guardando, é claro às devidas proporções. A atmosfera era de descontrole naqueles dias reformistas que rejeitavam ( a qualquer preço) o passado inglório e absolutista; de uma FRANÇA que sempre alternou tradição e rebeldia; em termos de lutas, direitos e conquistas. “

O suiço que publicou em 1775 ENSAIO FILOSÓFICO SOBRE O HOMEM, serviu a guarda do rei LUIS XVI, e conheceu de perto a astúcia do opressor regime monárquico com sua empáfia e desrespeito ao povo.Durante a REVOLUÇÃO FRANCESA, o cientista, filósofo e agora jornalista fundou o jornal AMIGO DO POVO, e mais tarde se tornou líder dos sans cullotes após a fundação da histórica da Comuna de Paris.

Infelizmente (aos 50 anos) uma mulher abreviou seus dias, quando invadiu sua casa, e o esfaqueou em sua banheira de tratamento contra uma enfermidade inflamatória. Sabemos que a luta entre jacobinos e girondinos foi árdua, e soou sui generis; já que ambos estiveram do mesmo lado em uma fase da grande Revolucão de 1789, porém, também sabemos que quando o estado de coisas se torna irrespirável como estava na França antes do evento - concluímos que RESISTÊNCIA é poder.

Aqui no Brasil não é muito diferente, o fascismo à brasileira vem plantando uma semente nazista que prima pela ignorância, e deseja a volta aos padrões medievais de suserania e vassalagem; desde que o presidente Lula fora encarcerado com o objetivo de riscar das mentes de uma população altamente hierarquizada e doutrinada pelas DITADURAS: sua relevância de melhor presidente do país: temos “Marats” fazendo a diferença e lutando por melhores dias.

O canal 247 já faz esta diferença há algum tempo; nove anos, não são nove dias; e quem apostou as fichas de que após o golpe e eleição do atual presidente - a referida mídia - se esfacelaria, deve estar “arrancando os cabelos” com o resultado atual dos inscritos no canal: quinhentos mil. 

Somos meio-milhão de cabeças resistentes e pensantes; que passaram a usar os óculos da verdade com lentes ultra progressistas que libertam das amarras de uma sanha neoliberal que faz chover desigualdade a cada decreto assinado, ou a cada direito extirpado, aos que ainda estão míopes ou utilizam as lentes oferecidas pela IMPRENSA MARROM: continuarei a divulgar o conteúdo imparcial e insuspeito de um jornalismo que prega fatos e não fakes.

#LEIABRAZILEVIREBRASIL

#247VERDADE