logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo
star Bookmark: Tag Tag Tag Tag Tag
Brazil

Ovo é bom pra cachorro? Saiba porque o 'zoiudo' virou mania na dieta dos cães

Lampião caindo de boca (Foto: Alexandre Lyrio / CORREIO)

Na minha terra, Salvador, ele é conhecido também como "zoiudo", "zoião" ou simplesmente "zoi". No passado, foi vilão do colesterol. Até outro dia, só era consumido pelos humanos e servia para matar a fome quando outras proteínas como carne ou frango estavam em falta. Ultimamente, porém, virou alimento nobre, produto fit e tem até carro exclusivo para vender com direito a música do plantão da Globo. "Chegou o carro do ooooooovo!". 

Agora, até nós, os cães, podemos degustar essa iguaria tão simples quanto saborosa e, além de tudo, nutritiva. Então, respondendo logo a pergunta do título: ovo é bom pra cachorro, sim! E ele pode entrar na alimentação do seu filho de quatro patas das mais diversas formas. Pode compor uma dieta natural, pode ser misturado à ração ou até pode servir de petisco. 

O aumento da demanda por dietas com alimentos naturais é o principal responsável pela nova moda. A médica veterinária e nutricionista Juliana Frias realiza projetos em parceria com o Instituto Ovos Brasil para a divulgação dos valores nutricionais do alimento. “Os donos de pets estão cada vez mais cuidadosos com a alimentação”, afirma Juliana que também é terapeuta nutricional e trabalha com  vigilância sanitária de alimentos. Ativista da divulgação do ovo e seus nutrientes, Juliana diz que a maioria dos cães ama comer ovo.

“A ótima aceitação está tornando o ovo um alimento habitual nas dietas com alimentos naturais para cães. O ovo é extremamente prático no seu preparo, além de ser uma opção de alimento saudável e ótima fonte de proteína inclusive muito barata e acessível”, afirma.

Propriedades nutricionais 

O ovo é um alimento rico em vitaminas, minerais e antioxidantes, mas se destaca principalmente pela grande quantidade de proteínas de alto valor biológico. Segundo o Instituto Ovos Brasil, ele confere alta digestibilidade e tem um excelente aproveitamento pelo organismo dos cães. 

A proteína é um nutriente vital para os filhotes e auxilia na formação de tecidos corporais - pele, músculos e pelo. O ovo também é importante na formação de anticorpos. “Os ovos possuem grande quantidade de aminoácidos essenciais, que são aqueles que o organismo não sintetiza, ou seja, eles devem estar presentes na dieta de forma balanceada para que sejam garantidos”, afirma Juliana. 

Não exagere

Mas, muita calma nessa hora. Cada animal tem uma necessidade nutricional individual. Como acontece com qualquer alimento, o ovo deve ser ofertado de forma balanceada. Não exagere. O ideal é que uma dieta com alimentos naturais, rica em proteínas de alto valor biológico, deve ser indicada por um veterinário. Mas, nada impede que, nos casos dos cães que comem ração (meu caso), ele seja introduzido como estimulador do apetite. "Pode ser uma estratégia muito interessante para algumas situações clínicas como ausência de apetite e complementação no aporte proteico quando a formulação da ração não atinge as necessidades do organismo", confirma a veterinária.

A Médica veterinária e nutróloga Priscila Damasceno calcula que, em uma alimentação natural convencional de animais saudáveis, o ovo pode ser ofertado de uma a duas vezes por semana.  Segundo ela, quando for ofertar o ovo, o ideal é que os valor dessa proteína seja subtraído da dieta. E no caso dos cães que comem ração, o ovo deve ser ofertado de forma moderada, de vez em quando, como petisco ou estimulador de apetite.  

"Devemos saber a necessidade diária de cada item na alimentação (proteínas, carboidratos, vegetais) para poder quantificar. Em média, o ovo de galinha pesa 50 gramas e o de codorna 11 gramas. Quando for oferecer o ovo ao animal que se alimenta de alimentação natural, devemos subtrair esse valor do total de proteínas. Por exemplo: na alimentação do animal ele come 100 gramas de frango. Quando for ser administrado o ovo de galinha, reduz 100-50, sendo oferecido um ovo de galinha (50 gramas) + 50 gramas de frango".

A melhor receita

Para maior segurança, a melhor receita é ofertar ovos cozidos. Não adicione sal e nem tempero. Mas, é possível dar também ovo cru. O risco aí está na bactéria conhecida como salmonela. Consulte o veterinário. Até as cascas dos ovos são ricas em minerais e cálcio. Basta secar as cascas e triturá-las em um triturador ou liquidificador até que elas estejam em pó. Use esse pó para polvilhar na comida do seu cão.

O ovo também é uma excelente alternativa como petisco. Uma diferente e saborosa opção de alimento para substituir os snacks, por exemplo. Até mesmo no adestramento o ovo pode ser utilizado. Caso o cão goste muito de ovo, o alimento pode ser a melhor recompensa para treina-lo. 

All rights and copyright belongs to author:
Themes
ICO