logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo
star Bookmark: Tag Tag Tag Tag Tag
Brazil

Pedra de 1,3 kg e 18 cm é retirada da bexiga de lavrador na Bahia

Paciente de 51 anos deve ficar internado uma semana para se recuperar; médico disse que rim do homem já tinha parado e que ele corria risco de morte

Uma história, no mínimo curiosa, pegou de surpresa médicos de um hospital no interior da Bahia na última segunda-feira. Eles retiraram uma pedra de 18 cm e de 1,328 kg da bexiga de um lavrador de 51 anos em Jacobina, a cerca de 350 km de Salvador. 

De acordo com Éverson Matt, diretor-médico do Hospital Antônio Teixeira Sobrinho, onde foi realizada a cirurgia, essa seria a maior pedra vesical – que se forma na bexiga – já registrada no país. 

“Assim que vimos a pedra, levamos um grande susto. Ninguém da nossa equipe médica, em toda a carreira, deparou-se com algo parecido. E conseguimos confirmar que se trata da maior pedra retirada de uma bexiga no país, pelo menos”, afirma. 

Matt – que também participou da intervenção cirúrgica – contou que a pedra era maior do que a própria bexiga do paciente, que não teve a identidade revelada. “Uma bexiga normal, quando está vazia, tem o tamanho de uma pera. A pedra tem o dobro desse tamanho”, esclarece o médico.

O especialista explica que o paciente é um morador da zona rural e relatava sentir dores na região há quase 15 anos. “Ele só procurou ajuda médica quando não conseguia mais controlar a saída da urina”, diz.

O lavrador foi então levado para Salvador e passou por exames. Um exame de ultrassom apontou uma pedra vesical de 10 cm, o que foi confirmado por um exame de tomografia. Mas o tamanho real do material fez com que a equipe médica gastasse o triplo do tempo de uma cirurgia de retirada comum: uma hora e meia. “Esse tipo de cirurgia dura, em média, apenas 25 minutos”, relata o médico. 

Riscos

De acordo com ele, o risco de óbito do paciente era iminente. “O rim dele já tinha parado de funcionar e a dilatação da bexiga era tão grave que poderia tê-lo matado em poucos dias”, revela Matt. 

Apesar do susto que a equipe médica levou, o diretor do hospital diz que o paciente está bem. “A recuperação dele não poderia ser melhor. Ele já movimenta devagar pelo quarto e está urinando dentro da forma esperada por nós”, frisa. 

De acordo com Matt, se a recuperação for positiva, o paciente deve deixar o hospital em até uma semana. “Ele está tomando antibióticos e deve realizar exames para que possamos liberá-lo”, pontua.

Pelo mundo

 - Em 2017, um americano de 64 anos teve uma pedra de 12 cm removida de sua bexiga. A pedra, de 770 gramas, foi comparada a um ovo de avestruz;

- Em 2012, um paciente de 43 anos que vinha se queixando de dores urinárias teve uma pedra de 1,025 kg retirada da bexiga em Wuhan, na província de Hubei, na China. A equipe médica ficou surpresa quando descobriu a massa em um raio X realizado no paciente de 43 anos, que vinha se queixando de dores urinárias.

- O maior registro, até agora, aconteceu também na China em 2009. Médicos retiraram uma pedra de 2,4 kg de uma mulher de 40 anos. 

All rights and copyright belongs to author:
Themes
ICO