logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo
o
q
y
Nothing found
ICO
starBookmark: Tag Tag Tag Tag Tag
Brazil

Presa dupla que praticava assaltos próximo ao Shopping da Bahia

Equipes do Grupo Especial de Repressão a Roubos em Coletivos (Gerrc) da Polícia Civil prenderam em flagrante, na tarde desta quarta-feira (14), uma dupla que havia roubado estudantes na região do Shopping da Bahia, em Salvador. Com os criminosos, reconhecidos por três vítimas, foram recuperados celulares, entre outros pertences.

Os investigadores montaram uma campana, na região, após algumas denúncias e chegaram em Fabiano da Silva Cerqueira e Wanderley Rodrigues Sena, ambos com 30 anos. A dupla utilizava um simulacro de pistola para ameaçar os passageiros. A réplica de arma de fogo foi localizada e apreendida.

"Estamos trabalhando com todo empenho para manter a redução dos roubos a coletivos. Importante que a população denuncie, nos ajudando na captura dos criminosos", declarou o coordenador do Gerrc, delegado Nélis Araújo.

Fabiano e Wanderley foram presos após assaltar estudantes (Foto: Divulgação/SSP)

Testemunha relata ataques frequentes
Ao CORREIO, uma testemunha, que preferiu não se identificar, contou que já acompanha a ação dos bandidos, no local, há algum tempo, e tentou denunciá-los, mas nunca havia policiais por perto.

“Vi uma tentativa deles em frente ao shopping uma vez. Por sorte, o rapaz percebeu e entrou no shopping rápido. Eu fiquei assustada e fiz o mesmo. Eles batem ponto em frente ao Shopping da Bahia e na Estação Iguatemi.

Ainda segundo a testemunha, há um terceiro assaltante - olhos claros, magro, estatura mediana - que age com Fabiano e Wanderley no local.

“O que está ao lado direito da foto, normalmente, fica com mochila nas costas. O do lado esquerdo, com uma sacola de loja. Ficam nos pontos de ônibus como um cidadão comum. Encostam nas vítimas, intimidam, pegam o que querem e saem tranquilamente”, relatou ela, que quase foi vítima dos assaltantes.

“Uma vez, na Estação Iguatemi, o do lado direito da foto encostou em mim. O do lado esquerdo veio chegando perto também. Olhei bem para a cara dos dois. Aí, o terceiro, que não aparece na foto, disse: 'Eu gosto de ficar mais perto'”, citou a situação, ocorrida no final do ano passado. Na ocasião, ela saiu correndo, ao perceber que se tornaria a próxima vítima.

A testemunha lamentou a possibilidade de os criminosos voltarem a agir impunemente, em breve. “A sensação de impotência é muito ruim. Eu reconheço esses caras em qualquer lugar. Não pego mais ônibus ali de jeito nenhum. Fiquei no pânico”, comentou ela, que reconheceu os assaltantes através da foto divulgada pela Polícia Civil.