Portugal

60 jornais encerraram nos EUA devido à crise económica e à pandemia

Coronavírus Mundo

A crise económica desencadeada pela pandemia de covid-19 nos Estados Unidos levou ao encerramento de pelo menos 60 jornais, cinco revistas, três "media" digitais e uma rádio face à queda das receitas publicitárias, indicou hoje uma associação norte-americana.

Num artigo publicado na mais recente edição da revista Columbia Journalism Review (CJR), a publicação refere que a crise no jornalismo no último ano afetou tanto os "media" digitais, como revistas e canais de televisão e de rádio, destacando que os jornais foram o meio de comunicação social mais atingido.

No segundo trimestre de 2020, indica o centro de investigação Pew Research, os jornais sofreram uma queda nas receitas de publicidade de 42%, percentagem que contrasta, por exemplo, com os resultados da cadeia de televisão Fox News, cujos proveitos publicitários subiram 41% no mesmo período.

Em termos globais, em abril e junho de 2020, as televisões locais norte-americanas viram as receitas publicitárias diminuírem 24%. Além disso, cerca de 160 jornais mudaram a sua política de impressão para se adaptarem às circunstâncias, na tentativa de procurar refúgio no espaço digital.

"À medida que os modelos de negócios e os hábitos do consumidor continuam a mudar, os veículos de notícias lutam por equilibrar os interesses comerciais e a acessibilidade e acompanhar um mundo em constante mudança", escreve a autora do artigo, Lauren Harris.

Citando o jornal The New York Times, a revista assegura que, em 2020, foram despedidos, permanente ou temporariamente, ou sofreram reduções nos salários, cerca de 37.000 profissionais da comunicação social, número que considera "imperfeito, mas bem calculado".

Como exemplo, o Colúmbia Journalism Review mencionou a cadeia de jornais nacional Gannet, proprietária do, entre outros 250 títulos, USA Today, com cerca de 500 funcionários a aceitarem, em outubro de 2020, uma redução salarial proposta pela empresa.

Football news:

Valverde about football in Uruguay: You go to serve a corner, and there is some animal standing next to you
UEFA has no plans to move the Champions League final from Istanbul, despite the coronavirus situation in Turkey
Neymar: Messi is the best I've ever seen, and Mbappe is on his way to becoming one of the best
Solskjaer suggested that the color of the uniform and the stands affected the Manchester United game at home: The players noted that they saw a red shirt on a red background
Mikel Arteta: Whether you are good or not, people outside the club will only evaluate the results
Neymar's return to Barca is impossible. The club understands that there is no money for the Brazilian
Zlatan can be suspended from football for up to 3 years. He has a stake in a bookmaker, this is prohibited by the rules of FIFA and UEFA