Portugal

Análise por concelhos: o melhor e o pior de Marcelo, a disputa Gomes vs. Ventura e ainda curiosidades adicionais - 9 factos que convém saber

Dos 308 concelhos do país, não houve um que Marcelo Rebelo de Sousa não ganhasse. Mas há outras histórias por contar nesta distribuição. O portal EyeData, desenvolvido pela Social Media Lab para a agência Lusa, dá algumas pistas:

1. Marcelo mais alto nas ilhas, mais baixo no Alentejo

Ainda que tenha vencido a totalidade dos concelhos do país, essas vitórias foram mais expressivas, em termos relativos, nas ilhas: a votação mais alta de Marcelo Rebelo de Sousa foi na Calheta e em Santana (ambos na Madeira), com 79% dos votos, e Calheta (a outra, dos Açores) e no Nordeste, outro concelho açoriano, onde o Presidente reeleito conseguiu 78% dos votos.

Os piores resultados foram no Alentejo. Nenhum tão baixo quanto em Moura, onde Marcelo teve 39% dos votos (Ventura teve 30,85%, a distância mais curta), ao que se seguiu Mourão, com 41%, Serpa, com 42%, e Avis, com 44%.

2. Pior do primeiro (Marcelo) acima do melhor do segundo (Ana Gomes)

A vitória de Marcelo Rebelo de Sousa é de tal forma expressiva que o Presidente reeleito não só vence todos os concelhos, como aquele em que tem pior resultado — Moura, no Alentejo, com 39% dos votos — é, mesmo assim, superior ao melhor resultado do segundo classificado, Ana Gomes. O município com uma percentagem de votos mais alta na candidata socialista é o Porto, onde Ana Gomes, mesmo assim, não vai além dos 20,1%.

3. Ventura em 2º em mais do dobro dos concelhos do que Ana Gomes

Na disputa pelo segundo lugar foi Ventura quem mais vezes lá apareceu na distribuição por concelhos: 203, contra os 91 de Ana Gomes. A diferença é que a candidata socialista, não apoiada pelo partido, ganhou alguns dos maiores.

A maior diferença percentual para Ana Gomes aconteceu no concelho do Porto, em que a ex-eurodeputada ficou 11 pontos percentuais à frente de Ventura, enquanto no polo oposto Monforte apresenta-se como o concelho em que a vantagem do candidato apoiado pelo Chega foi mais expressiva: 23 pontos acima de Ana Gomes.

4. Ventura com mais de 30% dos votos em três concelhos; Ana Gomes em nenhum

Monforte, Moura e Mourão, todos no Alentejo, deram mais de 30% dos votos a André Ventura, onde o candidato apoiado pelo Chega tem os melhores resultados relativos.

A segunda classificada, Ana Gomes, não alcançou um resultado tão alto em nenhum município: o máximo que conseguiu foi 20%, no Porto.

5. Ventura com um 6º lugar, pior de Ana Gomes foi o 4º

A pior posição de Ana Gomes não é nem o sétimo, nem o sexto, nem o quinto lugar, mas o quarto em 26 municípios.

Já André Ventura, apesar de também não ter qualquer sétimo ou quinto lugares, tem um sexto: a ilha do Corvo, nos Açores, onde conseguiu apenas 4,9% dos votos, sendo o candidato menos votado.

6. João Ferreira 2º mais votado em 13 concelhos, último em 83

Apesar de ter perdido alguns dos concelhos para André Ventura, o candidato apoiado pelo PCP teve algumas das melhores votações na região do Alentejo. João Ferreira foi o segundo mais votado em 13 municípios, obtendo as melhores votações em Avis (28%), Aljustrel (25%), Serpa (24%), Cuba (23%) e Mértola (22%), todos concelhos alentejanos.

Por outro lado, o candidato comunista ficou em último lugar em 83 municípios.

7. Marisa melhor na ‘sua’ Coimbra

A melhor posição relativa de Marisa Matias nestas eleições presidenciais foi o quarto lugar, posição em que ficou em 109 concelhos, obtendo o seu melhor resultado em Condeixa-a-Nova, no distrito de Coimbra, com 9% dos votos, depois Penela (também Coimbra, com 6,5%) e Coimbra (6,4%). Marisa Matias é natural do distrito.

A candidata presidencial apoiada pelo Bloco de Esquerda ficou em 6º lugar em 19 concelhos e em último lugar apenas num, Armamar, do círculo eleitoral de Viseu.

8. Melhor resultado de Mayan: o 4º, 12 vezes

O candidato liberal Tiago Mayan Gonçalves conseguiu ser o quarto candidato mais votado em 13 concelhos, entre eles Porto e Lisboa, as suas duas melhores votações (8,1% e 6,2%, respetivamente).

Mayan Gonçalves ficou em último lugar em 177 concelhos e foi o sexto candidato em 96.

9. Rans perde Rans, mas tem o seu melhor resultado no concelho

Ao contrário do que aconteceu há cinco anos, Vitorino Silva não ganhou na freguesia de Rans. Tino ficou em segundo, atrás de Marcelo, com 369 votos, menos 20 que o presidente reeleito. Ainda assim, o candidato conseguiu a sua melhor posição no concelho de onde é natural e ao qual pertence a freguesia de Rans: Penafiel, onde ficou em segundo lugar, com 13,9% dos votos, a seguir a Marcelo, com 63,4%. Vitorino Silva não conseguiu o segundo lugar em mais nenhum dos 308 concelhos. E o terceiro conseguiu quatro vezes (Castelo de Paiva, Marco de Canaveses, Paredes e Sernancelhe).

Football news:

Ronaldo has 47 goals in the last 47 games in Serie A
Thomas Tuchel: Chelsea are in good shape and want to be the first to beat Manchester United on their own field in the Premier League
Conte on the Inter: When you don't win for 10 years, you get used to it, you look for excuses. I increased the pressure and became a pain in the ass
Ronaldo has 4 goals in the last 4 matches in Serie A. He is ahead of Lukaku by 2 goals in the list of scorers
On Saturday, the City store was worth 400 million pounds. It was Guardiola who left Sterling, Bernard, Rhodri and other stars in reserve
Ndombele on Pochettino's training sessions: They played a role in my injuries. I wanted to return to France
Tuchel will be allocated more than 250 million euros for summer transfers at Chelsea. Abramovich gave the go-ahead (Sport1.De)