logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo
star Bookmark: Tag Tag Tag Tag Tag
Portugal

EUA estão “muito chateados” com compra de armas russas pela Turquia

O conselheiro de Segurança Nacional norte-americano admitiu esta noite estar “muito chateado” com a compra de armas russas pela Turquia, antecipando que esse será um dos assuntos, na quarta-feira, da reunião entre os presidentes dos dois países.

“Estamos muito chateados com isso”, respondeu Robert O’Brien quando questionado sobre a compra, durante uma entrevista ao programa “Face the Nation” da rede CBS.

O’Brien disse que, se a Turquia não se livrar do sistema de mísseis russo S-400, “provavelmente haverá sanções”.

Em 29 de outubro, a Câmara dos Deputados dos EUA aprovou, com apoio bipartidário, mais sanções contra o Governo turco e as suas Forças Armadas pela ofensiva realizada no nordeste da Síria no início de outubro.

Se for aprovada pelo Senado e posteriormente ratificada pelo Presidente dos EUA, Donald Trump, a medida sancionará os funcionários envolvidos na ofensiva turca e os bancos associados à Defesa do país até Ancara terminar as operações militares na Síria.

Além disso, o projeto ordena à Casa Branca a imposição de sanções adicionais à Turquia pela compra de sistemas de mísseis S-400 fabricados na Rússia e proíbe a exportação de armas dos EUA para o exército turco.

“As sanções da [chamada lei] CAATSA passarão no Congresso com uma esmagadora maioria bipartidária e a Turquia sentirá o impacto dessas sanções”, afirmou O’Brien.

A lei CAATSA (sigla em inglês para ‘Countering America’s Adversaries Through Sanctions Act’) foi aprovada pelo Congresso dos Estados Unidos em julho de 2017 com o objetivo de impor sanções à Rússia, Irão e Coreia do Norte.

“Nós deixámos muito claro ao Presidente [turco] Erdogan. Não há lugar na NATO para o S-400. Não há lugar na NATO para compras militares russas significativas. Esta é uma mensagem que o presidente afirmará muito claramente quando estiver aqui em Washington”, acrescentou o conselheiro de Segurança Nacional.

Em 06 de novembro, Donald Trump anunciou que receberá o Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, na quarta-feira na Casa Branca.

A visita ocorre logo após o encerramento de um novo capítulo de tensões entre Ancara e Washington, após a entrada de tropas turcas no norte da Síria contra os curdos.

Trump anunciou sanções económicas contra a Turquia pela ofensiva no nordeste da Síria em meados de outubro e disse que “acabaria com a economia turca” se os curdos, aliados tradicionais dos EUA, fossem afetados.

Poucos dias depois, no entanto, o presidente ordenou o levantamento das sanções impostas contra três ministros turcos, após chegar a um acordo em que a Turquia declarou um cessar-fogo permanente e a criação de uma “zona de segurança” na fronteira turco-síria.

Themes
ICO