Portugal

Guaidó exige entrada do Programa Alimentar Mundial no país

Mundo

Foto DR

O líder opositor Juan Guaidó pediu hoje a união dos para exigir a entrada do Programa Alimentar Mundial (PAM), da ONU, na Venezuela, para ajudar a enfrentar a crise, sublinhando que cada vez há mais pobreza extrema.

"Faço um apelo, novamente às organizações não-governamentais, à sociedade civil e aos milhões de venezuelanos que hoje não têm alimentos diariamente, para começar a exigirem a entrada do PAM na Venezuela", disse.

Juan Guaidó falava durante uma conferência de imprensa em Caracas, em que questionou os representantes dos partidos políticos que o acompanhavam se os venezuelanos se preocupavam mais pela "covid-19 ou a fome" recebendo em uníssono a resposta pela "fome".

"O vírus não te afeta o estômago todos os dias (...) mas não podemos deixar de atender nenhuma das ações", frisou, e considerou que a população também está preocupada pela pandemia de covid-19.

Segundo as autoridades venezuelanas, o novo coronavírus e que as autoridades locais registaram 139.934 casos positivos, e 1.353 mortes associadas à doença da qual 132.052 pessoas recuperaram.

Durante a conferência de imprensa, Juan Guaidó instou ainda os venezuelanos a consolidarem "a maior unidade possível" para enfrentar o Governo do Presidente Nicolás Maduro e para conseguir a pressão internacional necessária para a realização de eleições livres e justas no país.

"É parte do que falamos nas reuniões com os nossos aliados", frisou.

Segundo Juan Guaidó, o atual regime "pretende sequestrar o poder para usá-lo em benefício próprio e não para salvar vidas" e "por isso a União Europeia sancionou (recentemente) os que hoje atentam contra a democracia".

No entanto, explicou, que "a prioridade é atender a emergência humanitária e aliviar a dor dos venezuelanos", mas que isso "só será possível com maior e melhor unidade para enfrentar a ditadura".

Segundo a imprensa venezuelana, entre julho e setembro de 2019, o PAM analisou a situação alimentar na Venezuela, na sequência de um convite feito pelo Governo do Presidente Nicolás Maduro, tendo registado que 7,9% da população (2,3 milhões) está no nível de insegurança alimentar severa e 24,4% (7 milhões) em insegurança alimentar moderada.

Football news:

Ronaldo may leave Juventus if the club does not qualify for the Champions League
Diakabi on the racist scandal: The story is not over. I want Kala to be punished
Agent Hakimi: If Inter were still playing in the Champions League, they would have gone all the way to the end. He is good
PSG may sign Sancho if Mbappe does not renew his contract. Manchester United remain Interested in the midfielder
Ronaldo was nowhere near the leader. Juventus didn't get any better with him, they'd better go their separate ways. Ex-Juve player Mauro about Cristiano
Pep Guardiola: Man City will play in the Champions League for the 11th consecutive year. This was not possible for anyone in the Premier League
Yevgeny Savin and Tennisi held the first selection for the Krasava football club