Portugal

Infantino pondera rever datas do play-off do Euro 2020

Os jogos das selecções previstos para o mês de Março poderão ser adiados em função dos condicionalismos impostos pelo coronavírus. O cenário foi admitido nesta sexta-feira pelo presidente da FIFA, Gianni Infantino, que manifestou, ainda assim, confiança na realização do Euro 2020 nas datas inicialmente estabelecidas.

Com o crescimento do número de países que já confirmaram o primeiro caso de infecção e com o aumento do nível de alerta lançado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), a possibilidade de haver restrições no calendário competitivo tornou-se mais séria. De resto, o Inter Milão já disputou o recente jogo da Liga Europa, com o Ludogorets, à porta fechada, em Itália.

Tendo em conta que os jogos do play-off do Euro 2020 e vários encontros de preparação estão agendados para o final do próximo mês, a eventual alteração as datas está já em equação. “Não excluo nenhum cenário nesta altura. Espero que não tenhamos de chegar a esse ponto e é difícil decretar proibições globais, porque a situação varia de país para país”, vincou Infantino.

“A saúde das pessoas é muito mais importante do que qualquer jogo de futebol. Para já, temos de olhar para a situação e esperar que este surto diminua, em vez de continuar a crescer”, acrescentou. “Se tivermos de adiar jogos ou disputá-los à porta fechada, então é isso que faremos”.

O Campeonato da Europa de 2020 tem início marcado para 12 de Junho e vai gerar um fluxo sem precedentes de viagens, já que o torneio se disputa pela primeira vez em 12 cidades de 12 países. “Acho que o Europeu vai realizar-se em Junho. Antes disso, ainda teremo muitos jogos internacionais com longas viagens envolvidas e creio que temos de monitorizar a situação, mas os Governos e as instituições também têm tomado medidas sobre o que permitem ou não”, contextualizou o dirigente.