Portugal

Líbia: Dbeibah encontra-se com Erdogan em Ancara para reforçar cooperação

O Governo interino líbio, que tomou posse em março, tem por objetivo reunificar um país em guerra civil há quase uma década, e ainda promover a organização de eleições gerais marcadas para 24 de dezembro.

A Turquia tem estado particularmente envolvida na Líbia através do apoio ao Governo de Acordo Nacional (GAN), sediado na capital Tripoli e que controlava o oeste, contra o Exército Nacional Líbio (LNA), baseado em Benghazi e que dominava o leste.

A Turquia enviou material militar e combatentes para a Líbia, contribuindo para reverter a balança do conflito em favor do Governo de Tripoli.

A Turquia também assinou um acordo com o Governo de Tripoli em 2019 para delinear as fronteiras marítimas entre os dois países, uma decisão de suscitou fortes protestos da Grécia e Chipre.

Os dois países denunciaram o acordo, que consideram uma séria violação da lei internacional e contra os direitos dos restantes países do mediterrâneo oriental.

Dbeibah, acompanhado por numerosa delegação que inclui 14 ministros, vai copresidir à primeira reunião do designado Conselho de Cooperação Estratégico de Alto Nível juntamente com Erdogan.

Os 'media' turcos indicaram que os dois países pretendem reforçar a cooperação nos setores de energia e saúde, e também vão abordar o regresso de empresas turcas para concluir diversos projetos no país do Norte de África rico em petróleo.

Dbeibah tem ainda tentado estabelecer uma solução de equilíbrio entre a Turquia e a Grécia, na sequência das preocupações de Atenas sobre o acordo marítimo que os responsáveis de Tripoli estabeleceram com a Turquia.

O primeiro-ministro líbio disse que o seu Governo pretende estabelecer um comité líbio-grego para o reinício das negociações destinadas a estabelecer uma fronteira marítima entre os dois países e demarcar uma zona económica exclusiva para os direitos de prospeção de petróleo e gás.

A Líbia mergulhou no caos na sequência de uma rebelião interna apoiada pela NATO que derrubou em 2011 o regime de Muammar Kadhafi, executado por milícias rebeldes.

Nos últimos nos o país fraturou-se entre dois poderes rivais estabelecidos no oeste e no leste, apoiados por diferentes grupos armados e governos estrangeiros.

Leia Também: Chefes de governo da Itália e Grécia visitam Libia para dar apoio

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Football news:

Griezmann spoke with Hamilton and visited the Mercedes boxes at the Spanish Grand Prix
Barcelona feels that Neymar used it. He said that he wanted to return, but extended his contract with PSG (RAC1)
Aubameyang to the Arsenal fans: We wanted to give you something good. I am sorry that we could not
Atletico did not lose at the Camp Nou. Busquets' injury is the turning point of the match (and the championship race?)
Verratti injured his knee ligaments in PSG training. Participation in the Euro is still in question
Neymar's contract in one picture. Mbappe wants the same one
Manchester United would like to sign Bellingham in the summer, not Sancho. Borussia do not intend to sell Jude