Portugal

Marcelo diz que "esperava mais" participação dos portugueses nas autárquicas e afasta crises políticas

Presidente da República defende que o "voto é uma arma do povo" após abstenção de 46,35%.
Marcelo Rebelo de Sousa falou esta segunda-feira sobre a taxa de abstenção das eleições autárquicas, a segunda maior neste tipo de eleições. 

O Presidente da República destacou que "teria gostado" de uma maior participação dos cidadãos no ato eleitoral. 

"Esperava mais porque os portugueses viveram o que viveram em pandemia e verdadeiramente quando se diz que o voto é uma arma do povo, é um instrumento da democracia", disse.  A taxa de abstenção nas eleições de domingo fixou-se em 46,35%, um valor apenas ultrapassado em 2013, quando foi atingido o recorde histório em autárquicas de 47,40%.Quanto às consequências dos resultados eleitorais para o Orçamento de Estado, o Presidente da República afastou qualquer hipótese de crise política. "Crises políticas nos próximos anos não fazem sentido", garantiu. 

Marcelo falou ainda sobre o Plano de Recuperação e Resiliência, que considera ser para apostar num futuro melhor. O presidente criticou também a demora na decisão da construção do novo aeroporto no Montijo. "Esperava um prazo mais curto, o adiamento de decisões só as complica", disse, admitindo que a pandemia veio atrasar ainda mais a decisão.

Ver comentários

Football news:

Coach Angera about 1:2 with PSG: I support VAR, he corrects 70-80% of mistakes. But it's bad when you're in these 20%
Real Madrid is ready to pay Pogba 14 million euros a year, Manchester United - 20 million. The midfielder can leave the English club in the summer for free
Pochettino on 2:1 with Angers: Mbappe decides the outcome when PSG needs it
And to show what a donkey kick is in football? 50 Years ago in England they scored the best goal of the season
Sulscher on Ferguson's words about Ronaldo: We all want to see Cristiano on the pitch because of his uniqueness. But he can't play in every match
Pep on the requirement to stay on top: People judge me not by trophies, but by what will happen tomorrow
Joan Laporta: The Super League is alive, it will replace the Champions League. Juve, Real Madrid and Barcelona continue to win in the courts