Portugal

Masters 1.000 de Paris e desporto profissional sem público em França

"Os treinos e as competições profissionais podem continuar", disse o primeiro-ministro Jean Castex, referindo-se ao novo período de confinamento decretado pelo governo francês para enfrentar a segunda onda da pandemia de covid-19.

No confinamento ocorrido em março, as competições profissionais foram suspensas e até o campeonato francês de futebol, como os de outras modalidades, encerrou a temporada antes do fim, causando descontentamento entre alguns clubes.

Desta vez, em que o confinamento é mais suave, a França optou por manter as competições profissionais, embora à porta fechada, mas a Federação Francesa de Futebol já anunciou a suspensão de todas as ligas amadoras e da Taça de França, mantendo os jogos da seleção.

A ministra do Desporto, Roxana Maracineanu, garantiu na noite de quarta-feira que os atletas profissionais serão considerados como qualquer outro trabalhador francês, pelo que poderão manter a ocupação laboral durante o confinamento.

Essa medida salvaguarda, por enquanto, a continuação do campeonato de futebol e a participação na fase de grupos da Liga dos Campeões de Paris Saint-Germain, Marselha -- adversário do FC Porto na terça-feira, no Estádio do Dragão - e Rennes.

O Masters 1.000 de Paris será realizado de 31 de outubro a 08 de novembro, mas sem a presença de público, devido às medidas de contenção anunciadas na quarta-feira pelo presidente de França Emmanuel Macron.

"Após os últimos anúncios do governo e o estabelecimento de um novo confinamento a partir de 30 de outubro, o Masters 1.000 de Paris terá que ser disputado à porta fechada", anunciaram hoje os organizadores, em comunicado.

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Football news:

Liverpool and Porto broke into the Champions League play-offs - there are already 8 teams. Which ones? And who is about to be added to them?
Now Liverpool are also without Alisson. The group was won by his 22-year-old substitute with 0 minutes in the Premier League and the Champions League
Diego Simeone: In three games where there were draws, we deserved more
Conte on victory over Gladbach: We beat the group leader and are still alive
Klopp on the victory over Ajax: One of the most important matches of the Champions League in my time at Liverpool
Llorente on the draw with Bayern: we Feel anger and rage. A last-minute penalty leaves a bad taste
Jordan Henderson: aware of Liverpool's injury problems, but there is a sense of unity in the dressing room